Loucos por TecnologiaUm blog sobre tecnologia, inovação e marketing para ensino online.

Desenvolvido para impactar
e otimizar resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Processo de tomada de decisão: 5 ferramentas úteis

O processo de tomada de decisão pode ser desafiador. Afinal, uma simples escolha pode comprometer toda a empresa a curto, médio e longo prazo. A boa notícia é que há uma série de ferramentas que podem facilitar a vida de empreendedores. Afinal, ajudam toda a equipe a enxergar as questões inerentes ao negócio de forma […]

Processo de tomada de decisão_Edools_HeroSpark

O processo de tomada de decisão pode ser desafiador. Afinal, uma simples escolha pode comprometer toda a empresa a curto, médio e longo prazo. A boa notícia é que há uma série de ferramentas que podem facilitar a vida de empreendedores. Afinal, ajudam toda a equipe a enxergar as questões inerentes ao negócio de forma mais clara. 

Separamos 5 soluções para te ajudar a tornar o processo de tomada de decisão mais ágil e prático. Confira! 

 

1. Matriz de Decisão

Precisa escolher uma entre várias opções? Considere usar a Matriz de Decisão. Com o apoio da ferramenta, você consegue avaliar de forma quantitativa os benefícios de cada alternativa considerada. Também pode ser utilizado para embasar justificativas e priorizar tarefas.

Funciona assim: em uma linha, você dispõe de todos os cenários que serão analisados. A seguir, em uma coluna, deve-se incluir os aspectos que afetam o processo de tomada de decisão, como os custos e o grau de eficiência de cada opção. 

Feito isso, é hora de definir os níveis de avaliação para a combinação de cada cenário e fator (ou seja linha x coluna). Depois, é hora de calcular a pontuação de cada alternativa. Para isso, é só multiplicar a pontuação original pela ponderada.

No final, é só ver qual relação entre cenários/aspectos tem a melhor pontuação.

 

2. Gráfico de Pareto

Qual será a mudança mais eficaz para o seu negócio? O Gráfico de Pareto é um método de classificação muito útil para o processo de tomada de decisão. Também conhecido como “Regra 80/20”, consiste na ideia de que 80% do desempenho vem de 20% de esforço.

Para utilizá-lo, você deve listar a combinação de problemas e causas ou, ainda, de alternativas e benefícios. A seguir, relacione os problemas (ou alternativas) aos que são semelhantes. Depois, atribua uma pontuação para cada grupo, conforme as prioridades da empresa. A partir disso, fica mais fácil:

  1. Visualizar quais problemas se relacionam;
  2. Pensar em uma solução que solucione mais de uma questão;
  3. Selecionar quais demandas são mais urgentes de serem resolvidas. 

3. Fluxograma

Visualizar uma questão de forma mais clara ajuda a solucioná-la de forma mais rápida. Com isso, o fluxograma se torna um excelente aliado no processo de tomada de decisão.

A criação de um vai depender de cada situação. Você pode desenvolver um para definir fluxos de trabalho, resolver problemas, avaliar planos, desenvolver conteúdo etc. 

Existem diversos sites e apps dedicados à criação de fluxogramas, com modelos prontos para você se basear. Isso é ótimo porque facilita a vida e poupa tempo. 

 

falar com um consultor

4. Análise SWOT

Também conhecido como “análise FOFA”, consiste no preparo de uma matriz com os pontos fortes e fracos de um negócio, bem como suas oportunidades e ameaças.

Ao incluí-la no processo de tomada de decisão, os empreendedores conseguem ter uma visão mais clara sobre os ambientes interno e externo da organização. Isso é excelente para analisar a posição competitiva em que a empresa se encontra, bem como mensurar se um projeto, produto ou serviço é apropriado dentro de uma estratégia

Para fazer essa análise, é essencial levantar as informações mais relevantes inerentes ao negócio. Reuniões e brainstormings são muito úteis nesse momento. Feito isso, levante também quais são as oportunidades relacionadas à empresa, como tendências e tecnologias. 

Por fim, quando já estiver com a matriz pronta, basta criar planos de ações que visem converter os pontos fracos em vantagens competitivas e eliminar os riscos relacionados às ameaças.

 

5. Análise Custo-Benefício

Se tem dúvidas se uma decisão realmente vale a pena, a Análise Custo-Benefício é a ferramenta que você precisa. 

Não há uma padronização em relação a forma como é feita. O método mais fácil é pegar um papel e uma caneta, traçar uma linha no meio e anotar todos os benefícios do projeto de um lado – enquanto, do outro, você deve escrever tudo o que for negativo/os custos. 

 Com isso, você vai poder avaliar se a relação custo-benefício é boa. Normalmente, quando o custo é de 50% em relação ao benefício, a decisão vale a pena. Mas tudo depende de cada caso. 

 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

Conclusão

Seja para um negócio digital ou na vida pessoal, contar com o apoio de metodologias validadas garante que você tenha mais agilidade no dia a dia.

Hoje em dia, há várias ferramentas que facilitam o processo de tomada de decisão. No artigo, 5 opções foram apresentadas. Você pode combiná-las ou buscar outras soluções para otimizar o seu trabalho no momento de fazer uma escolha. 

Experimente os caminhos que mais fazem sentido para você!

E, caso queira se aprofundar no universo do empreendedorismo digital, conheça o SparkStart, o programa exclusivo e gratuito da HeroSpark. Nele, você encontrará diversas técnicas e conhecimentos fundamentais para o seu negócio. Inscreva-se

Programas de afiliados: Confira as 6 melhores opções para trabalhar através da internet

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.