Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Como minimizar os efeitos da pirataria em cursos online?

Costumamos frequentemente nos nossos artigos recomendar o investimento na estrutura geral do curso para que o resultado de seus vídeos seja satisfatório.  Imagine que após ler um desses artigos, você decidiu juntar as economias, comprar uma câmera top de linha e contratar um bom programa de edição. Você começou a produzir seus vídeos com um […]

pirataria em cursos online

Costumamos frequentemente nos nossos artigos recomendar o investimento na estrutura geral do curso para que o resultado de seus vídeos seja satisfatório. 

Imagine que após ler um desses artigos, você decidiu juntar as economias, comprar uma câmera top de linha e contratar um bom programa de edição. Você começou a produzir seus vídeos com um aspecto mais profissional e ficou muito satisfeito com o resultado.

Um dia pesquisando descobre na internet um curso com o mesmo nome que o seu. Acha estranho, mas, afinal, pode ser uma coincidência. Você resolve então dar uma olhada no tal material e tem a infeliz surpresa de que é o seu material!

Alguém fez o download do seu curso sem sua autorização e está o comercializando por um valor muito menor que o seu, e você nem está ganhando nada com isso.

Consegue visualizar quão terrível é essa situação? Pois é exatamente isso que acontece com a pirataria.

A pirataria em cursos online se enquadra como pirataria digital, que é o ato de comercializar, distribuir, ou até mesmo reproduzir, materiais digitais dos quais não se tem direitos legais.

A pirataria em cursos online não traz reais benefícios para nenhum dos envolvidos, além de poder prejudicar seriamente o produtor do conteúdo.

Nesse artigo, você irá encontrar:
Por que a pirataria é prejuidicial?
Pirataria é crime
Como combater a pirataria em cursos online?

  • Mostre valor
  • Não deixe impune
  • Diversifique
  • Escolha bem a tecnologia
  • Por que a pirataria é prejudicial?

    O Brasil perde R$ 130 bilhões por ano com pirataria, contrabando e comércio ilegal de produtos e conteúdo. Outro dado é que de todos os CDs, DVDs e softwares comercializados, 52% são piratas, sendo que a média mundial é de 34%. Esses números são alarmantes e um reflexo de que a situação precisa mudar.

    Para que o conteúdo seja elaborado, o produtor faz muitos investimentos para garantir que o material tenha boa qualidade. São muitos gastos em produção, gravação, edição e principalmente em impostos.

    Aquele que faz o download do conteúdo e comercializa por conta própria pula todas essas etapas e por isso cobra tão barato. O dono do conteúdo acaba sendo um step para essas pessoas mal intencionadas.

    Além disso, o conteúdo original acaba ficando desvalorizado. Se o consumidor pode ter o material por um valor mais em conta, ele acaba optando por essa opção, sem pensar nas consequências.

    Entretanto, para o consumidor também não é vantagem ter um material pirata. Ao pagar um valor mais barato, o consumidor também abre mão de qualidade e da real experiência do produto.

    O conteúdo foi idealizado para ser reproduzido de determinada maneira com aquela série de recursos. Se esta maneira não é seguida, o usuário não absorve o conteúdo da melhor forma possível.

    Se tratando da pirataria em cursos online, esse ponto é ainda mais crítico. O aluno não terá acesso ao professor, ao fórum, não poderá tirar dúvidas, nem terá correções. Sem dúvidas não pode-se dizer que esse aluno realmente fez um curso.

    A pirataria não é vantajosa para nenhum dos envolvidos, pois até mesmo o pirateador pode se prejudicar seriamente. Pois ao usar ferramentas para o download do conteúdo, ele põe em risco a segurança do computador, além da sua própria. Ao cometer essa infração, o pirateador pode ter que pagar indenização ao autor e ser condenado à prisão, que é a consequência mais grave.

    Pirataria é crime

    Antigamente, a penalização da pirataria era uma questão mais branda por conta do princípio de adequação social. Isto é, se uma pessoa comete uma infração, mas a infração é amplamente aceita pela sociedade, ela não pode ser condenada.

    No entanto, atualmente a pirataria se enquadra especificamente nas leis de propriedade intelectual. Por isso, diferente de antigamente, hoje em dia é possível haver condenação por pirataria em cursos online.

    Para quem consome também há consequências. A pirataria em cursos online pode desclassificar candidatos à concursos. É muito melhor investir no original, ter acesso a todos os recursos do curso e ter uma formação completa, que pagar um valor menor, abrir mão das funcionalidades e ainda correr o risco de ter os estudos jogados no lixo.

    Pensando nas leis, a depender da gravidade da infração, a penalidade pode ir de 4 meses a 2 anos.

    Um ponto importante que pode ser erroneamente confundido é que o uso de ferramentas do tipo torrent não se qualifica como crime. Essas ferramentas são consideradas apenas um meio de armazenamento e distribuição de conteúdo, assim como um pen drive.

    Ou seja, o uso que é feito dessas ferramentas que pode ser considerado pirataria. Caso o conteúdo não seja legal e expressamente autorizado pelo autor, não se pode fazer o armazenamento e distribuição para terceiros, ainda que se use uma ferramenta legal para isso.

    Para além da questão legislativa, deve-se ter em mente a questão moral também. A pirataria é uma forma de corrupção. Além de ser um roubo aos trabalhos dos professores, que já são tão desvalorizados no Brasil.

    A pirataria em cursos online é injusta e contraditória. Pois vai de encontro a tudo que pregamos sobre honestidade no dia a dia.

    Como combater a pirataria em cursos online?

    É triste dizer mas, hoje em dia, é praticamente impossível garantir que não há chance de seus vídeos acabarem sendo pirateados. Pois mesmo com os esforços web, o pirateador pode dar um jeito de copiar seu conteúdo filmando a tela do computador com uma câmera, por exemplo.

    Dessa forma, é preciso criar o máximo de barreiras para minimizar os efeitos da pirataria em cursos online. Por isso, separamos algumas dicas para te guiar no combate à pirataria em cursos online.

    Mostre valor

    Aqueles que consomem pirataria em cursos online alegam que o produto original é muito caro. Com isso não estou insinuando que você deve reduzir o preço do seu material. No entanto, certamente essas pessoas que dizem que o seu produto é caro, não reconhecem o valor dele.

    Para que o seu público compre o seu produto e sobretudo sinta que fez um bom negócio, precisa primeiro conhecer o valor dele. E isso parte de você.

    Antes de tentar vender a qualquer custo, mostre as qualidades e benefícios do que você está oferecendo. Faça primeiro o público se apaixonar e depois diga o preço. Assim, não verão custo, verão valor.

    Entendendo o valor do seu produto, todos os recursos que tem a oferecer, seus possíveis clientes não se contentarão com um produto pirata, pois saberão que o pirata na verdade não os atende.

    Não deixe impune

    Muitas vezes passamos por situações de injustiça e pensamos em recorrer às medidas legais. E na mesma proporção, acabamos desistindo de lutar por nossos direitos para evitar possíveis dores de cabeça.

    É totalmente compreensível que depois de passar por uma dessas situações de estresse nós prefiramos evitar prolongá-las. No entanto, é importante não deixar que esses casos passem em branco.

    Enquanto as vítimas deixarem os pirateadores impunes, a pirataria em cursos online vai continuar sendo uma realidade.

    Pois mesmo que haja leis que nos protejam quanto autores, as leis que abrangem a pirataria são de ação penal privada. Isto é, a justiça só vai se movimentar a respeito caso a vítima peça a condenação do suspeito.

    Portanto, é preciso que sempre que seja descoberto casos de distribuição ou comercialização indevida de cursos, que seja denunciado. Esse é o caminho mais justo para acabar com a pirataria em cursos online.

    Diversifique

    Uma boa estratégia para driblar a pirataria é a diversificação de materiais. Produzindo vários tipos diferentes de materiais dificulta que o pirateador copie todos eles. Assim, você terá um acervo maior de materiais únicos.

    Diversificar os tipos de material dificulta a atividade do pirateador, que dificilmente conseguirá copiar todo o conteúdo. O que resultará num curso pirata ainda mais defasado.

    Um tipo de material vantajoso para dificultar a prática do pirateador é a transmissão ao vivo, que demandaria mais esforço do pirateador gravar por tanto tempo, caso tentasse gravar com uma câmera.

    Dessa forma, vale a pena investir na produção de outros materiais e não priorizar apenas os vídeos. Pois além de dificultar a pirataria em cursos online, a diversificação de materiais é também uma ótima oportunidade de dinamizar suas aulas. Você só tem a ganhar!

    Escolha bem a tecnologia

    Ainda que não seja 100% garantido que a pirataria não vá acontecer, é preciso criar obstáculos, principalmente online.

    Por isso, aqui na Edools, criamos o módulo Edools Shield para que os nossos clientes fiquem mais seguros quanto à prataria em cursos online. Através dele, seu curso terá streaming encriptado, o que significa que a entrega do vídeo tem um código identificador que passa por análise toda vez que é gerado. Isso inibe a ação de plugins e outras ferramentas de download.

    Além disso, os vídeos ficam com a marca d’água automaticamente quando são colocados na plataforma. Isso impede que pessoas mal intencionadas tentem se passar por autores do conteúdo.

    Outra estratégia da Edools Shield é que o player tem os dados do aluno. Isso inibe a gravação de tela, já que, caso isso ocorra, os dados do usuário responsável estarão expostos na tela. Facilitando também a identificação de quem pirateou ou deu acesso ao pirateador.

    Conclusão

    A pirataria em cursos online é um problema sério e estrutural. Portanto é importante fazer uso de todos os meios possíveis para evitá-la. Principalmente investir em uma plataforma que ofereça segurança e tranquilidade. Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores. 

    Até a próxima!

    Como fazer um webinar pode te trazer ótimos resultados
    Andragogia: o que é e como usar na sua empresa?

    Deixe uma resposta

    Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.