Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Qualidade de vida no trabalho: dicas para um ambiente de sucesso

Você está satisfeito com o seu trabalho? Você considera seu ambiente de trabalho um local harmonioso? Se você respondeu “não” para pelo menos uma dessas duas perguntas, ou trabalha no RH da sua empresa, esse artigo é para você! Nós vamos te dar dicas de como ter um ambiente de trabalho com qualidade de vida profissional.

qualidade-de-vida-no-trabalho

A qualidade de vida de alguém está relacionada a um conjunto de fatores que colabora com o bem-estar físico e emocional de cada pessoa. O contexto em que ela se encontra também exerce grande influência, seja ela positiva ou negativa.

O ambiente corporativo não é muito diferente. Mesmo se a vida pessoal estiver ótima, estresses no trabalho podem deixar a situação desequilibrada. Como assim? Bem, o trabalho é apenas uma parte da vida das pessoas e essas mesmas pessoas compõem a força de trabalho de uma empresa. Logo, uma mudança que afete qualquer uma delas afetará todo o ciclo.

Por isso, vamos listar algumas dicas para que você entenda como a qualidade de vida no trabalho pode mudar toda a estrutura da empresa para melhor. Confira os tópicos:

Neste artigo você irá entender como a qualidade de vida impacta no trabalho e vice-versa, além de saber como melhorar a sua qualidade de vida corporativa.

Boa leitura!

O que é qualidade de vida?

Primeiro, vamos começar explicando o conceito de qualidade de vida. Esta está diretamente relacionada com o conjunto de conceitos que contribuem para o bem-estar físico, psíquico e espiritual de uma pessoa no círculo social no qual ela está envolvida.

Não é aconselhável conectar de maneira livre a qualidade de vida com o trabalho, porque essa é uma questão muito pessoal. O que para uns é algo positivo, como trabalhar mais e ganhar mais dinheiro, pode ser maléfico para outros, que entendem como qualidade de vida o tempo passado com amigos e família, mesmo que isso signifique uma renda menor.

Então a definição de qualidade de vida varia de pessoa para pessoa, pois cada um sabe quais são os fatores que interfere no seu dia-a-dia.

O que é qualidade de vida no trabalho?

Já no ambiente corporativo não tem muito como pensar apenas em ter uma vida social ou hábitos alimentares. Neste caso, a qualidade de vida no trabalho está diretamente ligada ao conjunto de ações que uma empresa prega.

Elas devem incluir, mas não se limitam à, condições dignas de trabalho, desenvolvimento humano, bons relacionamentos interpessoais e estímulo de críticas construtivas.

Desta forma, essa “medida” está diretamente relacionada ao grau de satisfação de um funcionário com seu cargo e ambiente de trabalho em que ele se encontra. Afinal, já sabemos que o clima de uma empresa causa grande influência na produtividade dos funcionários.

Para entendermos mais sobre o termo Qualidade de Vida no Trabalho, vamos voltar um pouco no tempo. Popularmente conhecido como QVT, esse conceito surgiu na década de 50 com os estudos de Eric Trist sobre as experiências calcadas na relação indivíduo-trabalho-organização. O acadêmico queria repensar as estruturas da tarefa para tornar a vida dos trabalhadores menos penosa.

Mas, foi só na década de 70 que o termo ganhou força e notoriedade, quando um professor universitário, da Universidade da Califórnia, usou o QVT para falar sobre bem-estar, saúde e como eles estavam diretamente relacionados com o desempenho dos profissionais nas empresas.

Na ocasião, foram pontuadas as consequências em um ambiente corporativo com funcionários desmotivados. E o que mais chamou a atenção dos chefes presentes foi a conclusão que profissionais desanimados produzem menos – e geram menos lucro para a empresa.

As marcas passaram a compreender melhor essa nova dinâmica e entenderam que o recurso humano deveria ser tão valorizado quanto os bens materiais e tecnológicos. Até porque, não existe empresa que aguente uma rotatividade constante, que faz com que a hora-homem seja gasta para treinamento de novos funcionários em vez de produzir resultados.

A solução óbvia, mas até então ignorada, foi que a chave para manter a qualidade de vida no trabalho da sua empresa nos eixos, é elevar sempre o potencial de cada funcionário, e simplesmente mantê-los motivados e dentro de um ambiente de constante evolução.

Por que a qualidade de vida no trabalho é importante?

O QVT é essencial em qualquer caso: não só para empresas que buscam funcionários mais motivados e produtivos, mas também para profissionais que almejam evoluir como pessoas e crescer dentro das suas áreas de trabalho.

Para as empresas, a qualidade de vida no trabalho está diretamente relacionada às práticas adotadas para potencializar os resultados positivos do capital humano. Quando a qualidade de vida no trabalho é alta, outros aspectos corporativos também aumentam como a entrega de resultados, a produtividade e a inovação.

Porém é preciso reforçar que a qualidade de vida não depende exclusivamente do que acontece dentro da empresa. As relações pessoais e a satisfação com a vida exterior refletem diretamente na qualidade de vida no trabalho. Desta forma, as empresas precisam se atentar para esse aspecto, que é bastante delicado por lidar com questões pessoais dos seus colaboradores.

A busca pela qualidade de vida, seja no ambiente de trabalho ou na vida pessoal, não depende apenas do indivíduo: ela é afetada por aqueles que estão ao seu redor. Essa linha de pensamento se torna ainda mais gritante no trabalho, pois o mau desempenho de um funcionário pode atrapalhar uma equipe inteira.

Dicas que colaboram para a qualidade de vida no trabalho da sua empresa

Neste primeiro bloco de dicas, vamos pontuar de que maneira o ambiente corporativo em que os indivíduos estão inseridos pode melhorar a qualidade de vida no trabalho de cada um. Aqui, você terá insights para incentivar seus colaboradores, melhorar o bem-estar e fazer com que eles se sintam motivados a continuar trabalhando para a sua empresa.

Satisfação com o trabalho

Saiba escolher seus colaboradores. Tire um tempo para conhecê-los antes de colocá-los em qualquer função. Pois, se forem colocados em funções que não condizem com suas vontades e expectativas, os resultados não serão os que você espera. Por exemplo: um profissional criativo dificilmente se manterá motivado por muito tempo se for encarregado de tarefas repetitivas e “quadradas”.

Oportunidade de crescimento

Empresas que oferecem oportunidade de crescimento para seus funcionários costumam contar com indivíduos motivados, porque eles sabem que existe uma chance de crescer dentro da empresa. Assim, entendem que o esforço vale a pena.

Não existe nada mais desestimulante para o colaborador do que trabalhar em uma empresa sem plano de carreira.

Salários

Não podemos negar que o salário é um dos principais motivos de insatisfação dentro das empresas. Por isso, é importante que a empresa reconheça os trabalhos e os remunere de uma maneira justa.

Benefícios

Os benefícios são muito bem avaliados, seja na entrevista de emprego ou durante a rotina de trabalho. Além da remuneração salarial, benefícios extras são essenciais para manter a satisfação de funcionários com suas empresas.

Eles também são excelentes motivadores se forem atrelados a algum tipo de meta. Invista em prêmio, vales ou até mesmo bônus em dinheiro.

Relações interpessoais

Um bom ambiente de trabalho é muito importante, e influencia diretamente no bem-estar dos funcionários. Um clima organizacional harmonioso, com bons relacionamentos entre colegas de equipe, é muito importante para evitar conflitos e desgastes desnecessários.

Saúde física e psicológica

Um local estressante em que o colaborador vive constantemente sob algum tipo de pressão é bastante prejudiciais à saúde mental e física dos funcionários. Assédios, brigas e discussões constantes podem fazer com que o ambiente fique impraticável.

Autonomia no trabalho

Deixar o seu profissional expressar sua opinião e ter autonomia sobre suas próprias atividades é de suma importância. Colaboradores que se sentem responsáveis pelos resultados da empresa se tornam mais motivados.

Dicas para conquistar uma qualidade de vida na sua empresa

Agora vamos virar o jogo e mostrar como o funcionário pode atuar em sua empresa para conquistar uma qualidade de vida no trabalho. Afinal, esse fator é uma via de mão dupla: a companhia precisa sim fazer a sua parte, mas o funcionário também deve agir de acordo a tornar o ambiente o mais saudável possível.

Seja responsável

Pontualidade e cumprimento de prazos são responsabilidade que qualquer funcionário precisa ter com seu trabalho. As empresas estão atrás de profissionais nos quais elas possam confiar, e que sejam capazes de realizar suas tarefas de maneira autônoma, sem cobranças externas.

O comprometimento com o seu trabalho e sua equipe é essencial para trazer resultados positivos para a empresa. Ser comprometido também ajuda a manter a sua autoestima elevada, o que traz um nível de satisfação interior e exterior muito grande.

Saiba trabalhar em equipe

Funcionários que conseguem trabalhar em equipe são produtivos, proativos, comunicativos e atingem resultados de maneira mais eficaz. Além disso, possuem uma capacidade única de confiança com toda a equipe, tornando o ambiente mais agradável e saudável.

Mantenha a distância de fofocas

Não seja o funcionário que espalha mentiras, ou mesmo presta atenção nas fofocas da rádio corredor. Confusões, conversas fúteis, inimizades, problemas com outros colegas são malvistos e demonstram falta de profissionalismo e ética. Além disso, pode afetar o seu ambiente de trabalho e reduzir a produtividade da sua equipe.

Procure fazer amizades e se entender com seus colegas, afinal mais de 1/3 da nossa vida é dentro do ambiente de trabalho.

Foco

Durante as horas que estiver na empresa, o seu foco deve estar no trabalho. Pode parecer uma frase óbvia, mas é sempre importante reforçar.

Evite cuidar das tarefas alheias ou se distrair com assuntos fúteis, que não irão agregar em nada no seu desempenho. Tudo bem resolver problemas pessoais, fazer uma pausa para o café ou não estar em um dia bom. Mas esses fatores não podem passar a afetar a forma como você trabalha. Se isso acontecer, reveja suas atitudes e tente reverter a situação.

Tenha um bom relacionamento interpessoal

Saber se relacionar com as outras pessoas é essencial para um ambiente corporativo saudável. E isso também contribui para um clima organizacional harmonioso. Um escritório aonde as relações são agradáveis é muito mais fácil de trabalhar e muito mais eficaz.

Seja gentil

Ser educado é muito importante para um ambiente harmonioso: seja gentil nos e-mails, dê bom dia aos seus colegas de equipe. Em linhas gerais, o conselho pode ser: seja uma pessoa agradável. Saiba respeitar a opinião do outro e passe suas ideias e inputs sem impor superioridade, independente do seu cargo.

Um ambiente onde os funcionários sabem ouvir e falar é muito mais agradável e costuma gerar os melhores resultados.

Seja profissional

Saber se relacionar é uma ótima maneira de manter um ambiente saudável. Entretanto, ter um bom entrosamento com os outros colegas não significa ter ou dar intimidade. Atividades brincadeiras desagradáveis, inventar apelidos, ou discursos que podem ofender, não fazem nada bem ao ambiente corporativo. Inclusive podendo minar quaisquer chances de cooperação entre as equipes.

Separe a vida pessoal da vida profissional. Encontre o equilíbrio, respeite os companheiros de equipe e, mesmo que você tenha amigos do trabalho fora dali, entenda que dentro da empresa é para levar as tarefas a sério.

Tenha qualidade de vida fora do trabalho

É preciso ter equilíbrio entre a vida dentro e fora do ambiente de trabalho. Esse equilíbrio é essencial para manter um ambiente agradável, relacionamentos saudáveis, foco nas tarefas e não se estressar. Afinal, nenhum colega de trabalho merece receber esporro, reclamação por seus problemas pessoais.

Muitos estudiosos sobre produtividade gostam de reforçar a importância da frase “A verdade é que ninguém é feliz por ser bem-sucedido, a pessoa é bem-sucedida porque é feliz!”. Ou seja, não é só a vida profissional que lhe traz conquistas.

Se você estiver infeliz na sua vida pessoal, isso vai afetar diretamente a sua qualidade de vida no trabalho.


No video abaixo, o consultor de carreiras Max Gehringer mostra casos de profissionais que sofreram com a falta de qualidade de vida no ambiente profissional. Assista:

Quer mais dicas como essa? Assine nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail os nossos conteúdos!

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Até a próxima!

Psicologia organizacional: tudo o que você precisa saber
Como estimular e desenvolver o capital humano da sua organização?

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.