Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Gamification: o que é, como funciona e benefícios no EAD

Neste artigo explicamos de que maneira a ferramenta Gamification pode engajar o público e fazer com que a sua aula EAD capte a atenção do seu expectador por horas.

gamification

Quando alguém nos chama para jogar um jogo de tabuleiro ou um novo jogo no computador, tablet ou smartphone, entramos em um mundo paralelo. Quando percebemos o que está ao nosso redor, lá se foram algumas horas do nosso dia. Essa é a maneira que o jogo, e toda a lógica por trás dele, consegue prender o espectador.

No mundo corporativo não é diferente. Sistemas de recompensa como promoção de cargo, bônus ou presentes por um bom trabalho, funcionam para incentivar o funcionário a ser cada vez melhor. Dessa maneira, igualamos o mercado de trabalho com os jogos de videogame. Enfrentar desafios em jogos para ganhar recompensas como vidas, diamantes, prêmios extras, estimulam o jogador a se engajar mais. Essa técnica é chamada Gamification, no português Ludificação.

No contexto educacional e empresarial a Gamification é uma técnica que vem sendo explorada de forma muito positiva. Por isso, ao longo do texto vamos mostrar com exemplos práticos e simples, o que é e quais são os benefícios desta ferramenta.

Gostou do que você leu até aqui? Então, confira abaixo o nosso texto completo sobre a técnica da Gamification e como você pode usá-la em seus vídeos de ensino a distância para prender a atenção de seus ouvintes e alunos.

Boa leitura!

O que é Gamification?

Gamificação, do inglês Gamification, é uma estratégia que aproveita o instinto de competitividade natural do ser humano para transformar atividades cotidianas em tarefas a serem cumpridas, como em um jogo por exemplo. Por isso, a palavra muitas vezes é usada em inglês, pois vem do prefixo game, que significa jogo na língua inglesa. Em português, podemos chamar Gamification de Ludificação.

Essa técnica visa o aumento do incentivo através de metas definidas e mecanismos, nos quais o usuário é despertado pela curiosidade a explorar um novo contexto. Ou seja, a técnica tira o usuário do modo de expectador e o coloca como um jogador, que precisa buscar informações para passar de fases e ganhar bonificações.

Logo, a Gamification nada mais é do que uma estratégia de interação entre pessoas e empresas baseado em um sistema de recompensas que oferece incentivos para estimular o engajamento do público de uma forma lúdica, divertida e que prenda a atenção. O objetivo aqui é usar as técnicas, as estratégias e o design dos jogos de vídeo game em um contexto educacional ou corporativo, com o único intuito de trazer um maior entendimento ou engajamento em um ou mais assuntos.

Com a Gamification as rotinas repetitivas e maçantes de estudo e trabalho podem se transformar em situações mais leves e divertidas. Jogar diferentes tipos de jogos pode fazer com que os indivíduos se sintam mais inclinados a se dedicar às tarefas e desafios exigidos em momentos distintos.

Como surgiu a era da Gamification?

Com o aumento da popularidade dos jogos de videogame ao longo dos anos, começa a surgir no mundo um movimento para a aplicação desses mecanismos virtuais para o mundo real, com objetivos quer vão além do simples e puro entretenimento.

De acordo com a empresa americana de consultoria, Gartner Group, a Gamification será um mercado de mais de cinco bilhões de dólares no mundo todo e, até 2020, 70% das maiores empresas do mundo terão pelo menos uma aplicação que utiliza esse conceito, fazendo com que ele se torne essencial no ambiente corporativo.

Algo que contribui para a expansão da Gamification é a maior participação das pessoas em redes sociais, e consequentemente, a criação de um ambiente auspicioso para o uso de mecanismos de games na divulgação de marcas, já que existe uma tendência natural de recomendação e interação do público com empresas com as quais tem afinidade.

Ao unir a competitividade humana com a busca por feedbacks instantâneos, a possibilidade de evolução e a busca por recompensas e prêmios tangíveis, a Gamificaton surge como técnica ideal para incentivar seus colaboradores, funcionários e gerentes a buscarem sempre a melhor produtividade.

O engajamento proporcionado pelo Gamification

A Gamification tem um alto poder de engajamento. Prova disso é um exemplo bem simples de um jogo que se tornou muito popular. Sucesso em 2016, o jogo da Nianti, Inc. e a Nintendo, o Pokémon GO apresentou todos os elementos que tornam o Gamification uma poderosa ferramenta na hora de engajar pessoas.

O jogo para celular fez tanto sucesso entre seus adoradores que eles simplesmente paravam o que estavam fazendo e iniciavam batalhas Pokémon ou paravam no trânsito para capturar um Pokémon. Mas o que um jogo pode mostrar sobre a importância do Gamification? Bem, o importante aqui é entender como o jogo conseguiu engajar tantas pessoas no mundo inteiro.

O sistema de recompensas desenvolvido pela ferramenta motivava os players a entrarem em uma caça ao tesouro. A vontade de alcançar o prêmio final exacerbava a competitividade natural do ser humano. O Pokémon GO também criava uma demanda dentro desse contexto: ao ficar sem “pokebolas” para prosseguir, o player precisava suprir essa oferta comprando as na loja do game.

O jogo fez tanto sucesso que até mesmo figuras políticas participaram de todo esse engajamento. Entretanto, ao longo do tempo, a moda passou e o jogo foi perdendo público, mas nunca perdeu o exemplo da introdução perfeita do que o Gamification pode trazer de positivo para o mundo corporativo,

Nos últimos anos, a Gamification chegou como uma tendência entre os setores comerciais e de marketing com seus cartões de pontos e recompensas, estruturas educativas e produtividade no local de trabalho. Mas não é só no mundo corporativo que esse novo sistema ganhou reconhecimento, os acadêmicos e educadores também estão entrando na onda da Gamification. E é nesse ponto que queremos chegar: nos benefícios da técnica para o EAD.

A gamificação é útil para medir o progresso dos usuários e incentivar o contato com sua plataforma, sendo utilizada por empresas como o Swarm, da Foursquare e Duolingo para promover seus produtos e mensurar o engajamento. No Swarm, explorar a cidade é um jogo e você deve superar seus amigos em número de locais visitados, frequência e participação a fim de se tornar o maior explorador.

O Duolingo, por sua vez, utiliza uma estratégia similar, distribuindo pontos de acordo com a frequência de acesso, quantidade de aulas realizadas e pontos adquiridos, que funcionam também para avaliar o aprendizado autônomo de uma nova língua. Essa estratégia simples é capaz de reter o público, transformando sua solução em algo viciante.

Atualmente, com as técnicas de Gamification difundidas e estudadas pelos profissionais de neuromarketing, marketing e educação, os novos aplicativos e empresas já surgem com ferramentas possíveis de engajamento, como fases, desbloqueios de tarefas, quiz e outras possibilidades.

Motivos para usar o Gamification

Como já dissemos, a Gamification vai muito além do entretenimento. Com ela, podemos transformar métodos de estudo, conquistar novas habilidades no trabalho e implementar métodos de organização com uma nova perspectiva as rotinas, tarefas e desafios do nosso cotidiano.

Abaixo iremos citar alguns dos principais motivos para implementar a Gamification no seu dia a dia.

  • Aumento do engajamento – colaboradores curtem jogos que tragam pontuações, troféus e quadro de liderança, que, por sua vez, resultam em aprendizados divertidos;
  • Motivação maior para atingir novas metas – pessoas que se mostram mais motivadas quando têm conhecimento das metas que precisam ser atingidas, se tornam mais engajadas;
  • Retenção do conhecimento – por causa do envolvimento e melhor experiência, os colaboradores lembram os conceitos aplicados de forma lúdica e fácil;
  • Colaboração em equipe – promove o trabalho em equipe, a comunicação e a troca do conhecimento entre equipes e departamentos;
  • Feedbacks valiosos – ajuda a atribuir rápidos e constantes feedbacks na evolução e aprendizado das ações.

Além dos motivos acima, o universo dos jogos online também traz outros benefícios. Podemos destacar como algumas vantagens da gamification:

  • Estímulo a competição saudável, algo que naturalmente funciona, já que faz parte do comportamento da nossa sociedade;
  • Premiação de forma clara e imediata;
  • Possibilidade de trabalhar com feedbacks positivos e negativos, diretamente atrelados às ações e decisões tomadas nos jogos;
  • Possibilidade de uma evolução rápida e instigante a superação;
  • Incentivo o compartilhamento e a colaboração entre os membros da equipe participante, dependendo do formato e da proposta.

Gamification na Educação

Agora que todos já entenderam o que é Gamification e como ela pode ajudar a prender a atenção dos colaboradores e funcionários, vamos mostrar como essa técnica pode ser usada nas plataformas de educação. Mais especificamente nas plataformas de EAD.

O desenvolvimento da Gamification decorre de uma afirmativa bem clara, nós, seres humanos, estamos fortemente atraídos pelos jogos. Sejam eles online, de azar, de tabuleiro, a competitividade está no nosso DNA. A questão aqui é: como empregá-la corretamente, proporcionando uma experiência envolvente e, ainda mais importante, promovendo o aprendizado.

A logística dos jogos de vídeo game combina desafios com recompensas, o que faz dele um asset na hora de ensinar algo. Dessa maneira, o jogo se tornando uma maneira divertida de motivar os alunos.

Gamification no EAD

Para a área de ensino à distância (EAD), os jogos podem facilitar o aprendizado, além de estimular a participação e a resolução de problemas.

Quando tratamos do assunto aulas em vídeo, muitos alunos e colaboradores pensam ser algo ento, com alguém falando para a câmera incessantemente em um mesmo tom de voz. Mas não, o EAD vem se modificando e criando maneiras de ensinar e engajar ainda mais aquele participante. Por isso, usar a Gamification também é uma maneira inovadora de apresentar o conteúdo das aulas, a busca por conhecimento muito mais atrativa.

Diferente do que muitos pensam o investimento em Gamification na área de EAD, ou qualquer outra área, tem um custo interessante que pode ser rapidamente visto como retorno. A partir do momento que você investir em técnicas de engajamento e prender a atenção dos seus alunos até o final do vídeo, sua taxa de convergência será maior e você vai perceber a importância de pensar fora do convencional.

Afinal, a educação precisa estar em constante adaptação e aproveitar os recursos tecnológicos para prender a atenção do aluno. Com alunos mais motivados e empenhados, seus resultados serão cada vez melhores e você dá um passo a frente quando o assunto é se destacar no mercado educacional.

Com a gamificação o aluno fica sabendo o tempo todo do nível em que ele está, qual são seus objetivos e como melhorar para alcançar o objetivo final. Que tal criar uma aula com um sistema de pontos e bonificações para acertos e desafios? Feedbacks rápidos e constantes assim como metas a serem buscadas fazem com que o aluno tente sempre alcançar suas metas e bater seus próprios recordes.  

Imagine que seu curso de EAD tem um tema muito complexo e absorção do assunto. Aonde muitos dos seus alunos podem ter dificuldade de entender. Agora, imagine que esses mesmos alunos cresceram jogando um jogo de vídeo game em que mesmo com complexidades e fases que pareciam impossíveis, eles seguiam jogando e ganhando. Por que o jogo o fez prender a atenção e a aula não? A Gamification é isso. É entender como prender a atenção de uma pessoa sem que ela perceba que isso está sendo feito. Trazer assuntos que podem ser difíceis e maçantes, em métodos práticos, ágeis e divertidos para os alunos.

Outra dica para a sua aula EAD é apostar na interatividade. Visuais diferentes, deixar que os alunos escolham a sequencia de aulas e exercícios, mostrar que o que eles querem pode ser levado em consideração. Interatividade e mudanças prendem a atenção. Os jogos estimulam o jogador a realizar alguma tarefa e a interagir com o ambiente. O entediante não vai mais fazer parte do seu curso de EAD. Transforme-o em algum didático, mas divertido, de fácil acesso e entendimento.

E aí? Prontos para explorar todo o poder da Gamification e implementar na sua empresa ou no seu curso de EAD?

Para mais informações, assine a nossa newsletter:

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Até a próxima!


Onboarding e treinamento: a importância para o sucesso do cliente
Como precificar cursos online?

Comentários (3)


  1. Pingback: Gamification: o que é, como funciona e benefícios no EAD - Procurar Serviços

  2. 05/02/2019 às 14:52

    Olá boa tarde curti bastante esse artigo, gostaria de deixar um link de uma agência de marketing digital, para quem quiser o serviço de criação de sites otimizados com blog em wordpress,Seo etc em sp. https://www.alanpereira.com/

  3. Pingback: Onboarding e treinamento: a importância para o sucesso do cliente - Procurar Serviços

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.