Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Como fazer o levantamento de necessidades de treinamento?

No artigo a seguir, vamos entender quais são as etapas que compõem o Levantamento de Necessidade de Treinamento (LNT) e entender como essa estratégia de gestão pode ser benéfica para a sua empresa.

levantamento-de-necessidades-de-treinamento

Antes da obra começar é preciso ter uma planta. Antes da cirurgia ser feita o médico precisa ter um diagnóstico certo e um plano de ação. A falta de planejamento leva ao desperdício de tempo e gastos que poderiam ser evitados. 

Esse mesmo pensamento deve ser aplicado entre profissionais de Recursos Humanos, em especial aqueles que lidam com Treinamento e Desenvolvimento. 

Entendemos que a capacitação é de extrema importância para o ambiente empresarial, mas é preciso realizar um Levantamento de Necessidades antes de planejar o treinamento.

Afinal de contas, como elaborar uma solução sem antes investigar as causas do problema?

Por isso, vamos abordar os seguintes temas:

Vamos entender quais são as etapas que compõem o Levantamento de Necessidade de Treinamento (LNT)? Vamos abordar também como essa estratégia de gestão pode ser benéfica para a sua empresa. 

Confira abaixo!

O que é Levantamento de Necessidade de Treinamento?

Em linhas gerais, entendemos o Levantamento de Necessidades de Treinamento (LNT) como o processo que identifica quais são as dificuldades, pontos a serem desenvolvidos e oportunidades de crescimento dentro de uma equipe, ou na empresa como um todo.

O levantamento se aprofunda em técnicas e práticas que poderiam ser feitas – mas não são -, e o impacto que essa mudança pode ter no desempenho. 

É através do LNT que os responsáveis pelo Treinamento e Desenvolvimento da companhia podem montar um plano de ação para melhorar o desempenho de seus colaboradores.

O levantamento pode ser feito em qualquer época do ano, mas costuma ser realizado nos ciclos de avaliação (que devem ter a duração de um ano), quando o gestor do funcionário detecta pontos a serem melhorados. Desse modo, surgem as conversas a respeito de planejamento de carreira. 

Mas o LNT não deve ser feito de qualquer modo. Antes dos responsáveis começarem a pesquisa, eles devem se reunir para entender qual é o objetivo daquele projeto. Essa resposta gera mais perguntas, que devem ser respondidas ao longo do levantamento. 

Por exemplo: se o objetivo é aumentar a rapidez da entrega, quais serão os processos que estão travando o fluxo? Quais são as áreas que mais se beneficiaram em um treinamento sobre foco e agilidade, por exemplo?

Todos esses questionamentos devem ser pensados para garantir que o diagnóstico do LNT seja o mais preciso possível.

Por que o LNT é importante? 

Quando a situação aperta e a empresa se vê obrigada a cortar gastos, muitos tiram verbas dos treinamentos. No entanto, é preciso entender que investir nessa área significa investir no futuro da companhia. 

O LNT serve justamente para garantir que o dinheiro é bem alocado, capacitando os funcionários de acordo com suas necessidades individuais e pensando em como isso pode retornar para a empresa. 

Por exemplo: não faz sentido um treinamento sobre melhores práticas de venda para todo o quadro de funcionários sendo que apenas uma equipe é responsável por vendas. 

Dicas para um Levantamento de Necessidade de Treinamento

Até aqui, conseguimos entender os responsáveis pelo Levantamento de Necessidades de Treinamento como aqueles que irão fazer um diagnóstico completo da situação da companhia. Mas como eles vão fazer isso? 

O primeiro passo é entender quais são os objetivos e resultados pretendidos do levantamento: aumentar a eficácia, a rapidez da entrega ou a colaboração entre as equipes, por exemplo. 

Depois, os gestores de cada área devem se reunir e, com o auxílio da área de Recursos Humanos, determinarem quais são os conhecimentos necessários para seus funcionários. Eles podem ser mais específicos, como gestão de projetos e técnicas de vendas, e também mais gerais. 

Nesse aspecto, é importante levar em consideração a missão, visão e valores da empresa. A escolha desses pontos reflete diretamente na cultura organizacional, e toda a produção deve seguir esse norte. 

Outro fator que vai ajudar no levantamento é entender o objetivo da companhia – e priorizar os problemas que interferem nesse propósito. Por exemplo: se o seu negócio for um curso online que está começando e precisa atrair novos alunos, você precisa de uma equipe capacitada e que saiba técnicas de venda e persuasão. 

Neste momento, esse quesito deve ser considerado prioritário e encabeçar a lista. 

No entanto, não é possível fazer nada disso sem conversar com as pessoas. Muitos profissionais de Treinamento e Desenvolvimento pecam porque consideram apenas as opiniões dos gestores. 

É claro que eles devem ser consultados: suas opiniões sobre produtividade, melhorias sobre o dia a dia de trabalho, e quais são as dificuldades que eles observam nas suas equipes são de extrema importância para o levantamento. 

No entanto, é preciso ter uma visão geral, consultando pessoas de todos os níveis e cargos. 

Em empresas grandes, com mais de 500 pessoas, é impossível ter uma conversa individual com todo mundo. Nesses casos, é preciso montar um questionário e incentivar que os colaboradores respondam com opiniões e insights sobre as áreas que eles acreditam que precisam melhorar. 

Isso também vale para pequenas e médias empresas, pois é uma técnica de baixo custo e que atinge muitas pessoas, recolhendo muitas informações.

Mas não se deve deixar de lado as conversas individuais, e os funcionários podem participar dessa pesquisa de forma voluntária, por indicação dos gestores e por seleção aleatória.

O objetivo disso é ter uma visão mais aprofundada de quais são as necessidades individuais e de cada área. 

Depois de recolher essas informações, é hora de analisar os dados. Quais foram os problemas mais levantados? Eles aparecem em uma equipe só ou é uma dor da empresa como um todo? Cabe ao RH apresentar as informações para os líderes da companhia, bem como um plano de ação que vai guiar os passos seguintes. 

E depois do Levantamento de Necessidades de Treinamento?

Agora que o levantamento da empresa foi feito, os gestores também tem uma lista de opções – nessa hora, fica a dúvida: por onde começar? Antes de atacar os problemas, é preciso entender o que é prioridade: use as metas da empresa como guia e veja quais questões devem ser atacadas a curto, médio e longo prazo. 

O custo é um dos fatores mais significativos e que deve ser levado em consideração na hora de classificar os problemas de acordo com as suas prioridades. Alguns treinamentos são mais caros que os outros, seja por sua complexidade ou pelo alto número de pessoas envolvidas. 

Mais uma vez reforçamos a importância de saber qual é o objetivo final da empresa; ele deve ser um guia para a companhia decidir investir em certo tipo de capacitação em detrimento de outros.

Outro fator importante é a necessidade do mercado: se a falta de determinado conhecimento está fazendo com que sua empresa fique para trás, isso precisa ser resolvido o mais rápido possível. 

A competitividade move as companhias, que buscam estar sempre atualizada sobre as principais tendências para conquistar novos clientes e reter os antigos. 

Vantagens do Levantamento de Necessidades de Treinamento

Até aqui, este artigo tratou sobre o que é o levantamento de necessidades de treinamento e como ele pode ser aplicado na sua empresa. Agora nós vamos tratar de duas das principais vantagens que essa prática pode trazer para o seu empreendimento: 

Aumento da satisfação dos funcionários 

Hoje em dia, a motivação dos funcionários não está ligada apenas à boa remuneração, local de trabalho adequado e estabilidade – esses fatores passaram a ser básicos, e não atendem mais às necessidades motivacionais da equipe. 

O levantamento faz com que os funcionários entendam que a empresa está investindo no seu crescimento, e isso aumenta a vontade deles de fazer um bom trabalho. Afinal, as pessoas querem reconhecimento – e erra quem acredita que ele só pode ser demonstrado através de aumentos e promoções. 

Treinamento também é uma forma de congratulação, e é um investimento tanto para o indivíduo quanto para a empresa.

Potencializa o trabalho de gestão 

O levantamento traz informações e essa é a maior arma que um gestor pode ter. Sem conhecimento, nada é feito – ou é feito de maneira incompleta. O levantamento sobre as necessidades dos colaboradores ajuda a identificar questões que podem ser resolvidas, diminuindo atritos e até mesmo crises dentro da equipe. 

Isso facilita o trabalho do gestor, que consegue conduzir seu time da melhor forma possível. 


Com nossa explicação e dicas, esperamos que você tenha o conhecimento necessário para fazer o levantamento de necessidade de treinamento para a sua empresa. 

Um bom planejamento diminui os gastos e aumenta a eficácia da capacitação, trazendo benefícios para o ambiente corporativo. 

Para saber mais sobre outras técnicas que vão impactar o seu empreendimento de forma positiva, continue acompanhando nosso site e assine nossa newsletter:

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Dinâmicas de grupo: como o RH pode engajar candidatos e colaboradores
5W2H: como utilizar na prática essa metodologia no seu EAD

Comentários (1)


  1. Pingback: Como fazer o levantamento de necessidades de treinamento?

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.