Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Como fazer a precificação de um curso online?

Não é porque um produto é online que não existe um custo. Se você é daquele grupo de pessoas que acredita que, porque um curso é online ele deve ser de graça, engana-se. Assim como um curso presencial, um curso online também gera custos. No artigo de hoje, vamos falar sobre como fazer a precificação de um curso online.

precificação

Assim como um curso presencial, um curso online também gera custos. Claro que não na mesma proporção que cursos presenciais, mas também existem gastos para o produtor do conteúdo. Seja ele uma pessoa ou uma grande empresa de EAD (ensino à distância).

Em muitos casos, os cursos online são realizados por profissionais que vivem desse emprego como fonte de renda. Por isso, como qualquer outro profissional, precisa ser pago pelo serviço prestado.

É importante que todos entendam, seja aquele que for contratar ou aquele que for produzir, que um curso online tem tanto valor quanto um curso presencial, e isso precisa ser reconhecido.

Por isso, no texto de hoje vamos abordar os seguintes temas:

Agora que deixamos claro que um curso online também tem seus gastos, no artigo de hoje vamos dar um passo a passo de como fazer a precificação de um curso online.

Mas, antes de tudo, vamos fazer um rápido manual com algumas dicas de como montar o seu curso de EAD na internet.

Boa leitura!

Como montar um curso online

Montar um curso online pode soar como algo inovador e único que está em constante crescimento. Mas é preciso compreender que, ainda que o mercado não esteja saturado, está repleto de opções com todos os tipos de assuntos que você possa imaginar. Então, observe o mercado, entenda o que está faltando, o que pode ser realmente um diferencial e como o seu curso pode ser atrativo para o seu público alvo.

Se você for montar um curso sobre “como escrever um roteiro de ficção”, por exemplo, procure seus concorrentes, estude seus pontos fortes, o que eles vendem, como vendem e assim, você pode montar o seu curso com um conteúdo além daquele abordado por seus concorrentes.

Muito importante é também entender a fundo o assunto que você pretende explorar. Quanto mais você dominar, mais assunto você terá e, com isso, mais credibilidade irá transmitir para os seus alunos.

Tenha um diferencial competitivo. Isso pode fazer toda a diferença, inclusive no momento da precificação do seu curso.

Outra boa dica é fazer uma pesquisa com pessoas e cursos que vendem suas aulas através da internet. Dessa maneira, você também entenderá quais são os critérios usados para a precificação.

Participe de fóruns da internet, reflita nos debates, observe as tendências do mercado e depois se pergunte “como precificar o meu curso online?”.

Como precificar cursos online?

Antes de tudo, descubra qual o valor justo para o seu curso. Encontre o valor de seu curso tendo como base o valor médio cobrado pelas outras plataformas concorrentes que oferecem o mesmo tipo de curso que o seu.

Contudo, ao mesmo tempo, é importante que você entenda que o preço do seu trabalho precisa ser justo com o gasto que você teve para montar, desenvolver e produzir o seu projeto. Confira se seus ganhos te trarão o retorno e incentivo para aprimorá-lo e, até mesmo, quem sabe, ampliá-lo futuramente.

Para calcular uma precificação base para o seu curso, você pode fazer a seguinte conta: se o seu custo é de R$ 2.000,00 e você quer ter um lucro de 50% em cima desse valor, você precisa saber qual é o mínimo que precisa vender para determinar essa porcentagem.

Digamos que seu número mínimo sejam 50 vendas. A conta que você precisa fazer é (R$2.000,00 + 50%) / 30. Logo, nos baseando nessa fórmula, podemos entender que o custo mínimo do seu curso precisa ser de R$100,00. Esse é o valor mínimo que você poderá usar como precificação.

Bem, além da fórmula, é preciso entender como a precificação é baseada. Podemos dizer que ela usa como base 3 aspectos: os custos que você teve para produzir, a sua demanda e como a sua concorrência reage.

Abaixo vamos destrinchar com mais detalhes cada um desses pontos.

Precificação baseada na concorrência

Bem, a precificação baseada na concorrência, como próprio nome diz e também como já dissemos anteriormente, é baseada em como a sua concorrência direta trabalha com seus valores e conteúdo distribuído para os seus alunos.

Estudar a sua concorrência, ver como eles oferecem seus conteúdos, e saber o valor que eles cobram e a maneira que cobram é essencial para se inserir no mercado de forma correta e passar veracidade.

Afinal, se vários cursos custam X o seu não pode custar 10 vezes esse valor se tiver as mesmas características dos seus concorrentes. Se matricule em uns três ou quatro cursos para aprofundar seus estudos na concorrência e entendê-la por completo.

Busque a média de valor que outros cursos de ensino à distância cobram. Preste atenção no nível de conteúdo e produção que eles oferecem e que você pretende oferecer.

Use como exemplo um produto que tenha uma produção superior à sua. Dessa forma, você pode entender como aquele formato pode deixar o seu produto caro para o seu consumidor final, mas lembre-se que a avaliação inversa também é importante.

Não se espelhe em um curso com pouca qualidade apenas por ser mais barato. Invista em produção e dessa forma você atrairá um público maior e mais selecionado e focado no conteúdo que você quer ensinar.

Precificação baseada na demanda

Nesse ponto, é importante que você entenda que a precificação vai de acordo com o que o seu consumidor final está disposto a pagar.

Você precisa decidir se vai em busca de um público premium, que busca alta produção, um currículo de peso que transmita toda a experiência do professor; ou um público que está buscando qualidade e confiabilidade, mas que se preocupa mais com preço.

Entenda que todos os consumidores finais têm um valor para a sua produção, mas escolher para quem você vai entregar o seu produto, vai lhe ajudar na hora da precificação.

Seja um público mais básico ou premium, não peque na qualidade ou na produção do conteúdo, mas saiba onde investir e onde economizar.

Precificação baseada em custos

Como introduzimos na “precificação baseada na demanda”, neste tópico, a forma que você produz o seu conteúdo, ou seja, a quantidade de investimento que você coloca nele, também entra na hora da precificação do seu curso.

Essa parte da precificação nada mais é do que o levantamento do quanto é necessário para produzir seu conteúdo, acrescido de uma porcentagem. Aquela fórmula que citamos acima: (valor de custo + porcentagem de lucro desejada) / mínimo de venda.

É importante ter em mente que os custos a serem levados em conta são os diretos, indiretos, fixos e variáveis. No caso de uma vídeo aula, é necessário que você inclua outra variável, a quantidade de vendas mínima.

Por que definir o preço de venda?

Bom, falamos sobre precificação, os métodos utilizados para você chegar em um preço justo para o seu curso, mas por que definir essa precificação para o seu curso online é tão importante?

Claro que entendemos que medir conhecimento na tabela de preços, de fato, nunca é fácil. Porém a precificação é importante para você tornar essa a sua fonte de renda e também é uma ótima forma de atrair clientes.

Engana-se quem pensa que tudo que é de graça é mais atraente, principalmente quando o assunto é educação, informação e compartilhamento dessas informações de um profissional para o seu público.

A precificação é algo muito importante para qualquer empresa, principalmente se formos levar em conta a saúde financeira, como o pagamento dos custos e despesas, e o futuro a longo prazo dela.

Além disso, são outros os aspectos que surgem para mostrar a importância de uma boa precificação de produtos:

  • Atenda as expectativas do consumidor, oferecendo um valor justo e possíveis descontos;
  • Conheça seu público alvo e enfrente a concorrência de forma competitiva;
  • Alavanque as vendas e melhore o resultado do seu negócio.]

E, caso ainda tenha alguma dúvida sobre como fazer a precificação de um curso online, entre em contato ou compartilhe sua opinião através de um comentário aqui embaixo que teremos o prazer de lhe ajudar nesse processo.

Não esqueça de assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de todas as novidades do mundo do EAD e do empreendedorismo.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Com essas dicas simples ficará muito mais fácil fazer sua precificação de cursos na plataforma Edools.

Quer conhecer um pouco melhor sobre a nossa plataforma EAD? Fale com um de nossos consultores!

Até a próxima!

Por que aderir ao planejamento educacional nos seus cursos online?
Como implementar um plano de cargos e salários de sucesso?

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.