Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Quanto cobrar pelos meus cursos online?

Saiba como estabelecer o valor e o quanto cobrar pelos seus cursos online sem prejuízos e com uma boa receita Um dos maiores problemas que um criador de conteúdo para cursos pode ter que encarar é a questão “quanto cobrar pelos meus cursos online?”. Especialmente se você é iniciante no ramo e não sabe direito […]

Saiba como estabelecer o valor e o quanto cobrar pelos seus cursos online sem prejuízos e com uma boa receita

Um dos maiores problemas que um criador de conteúdo para cursos pode ter que encarar é a questão “quanto cobrar pelos meus cursos online?”. Especialmente se você é iniciante no ramo e não sabe direito o que fazer com o conteúdo que tem disponível, é importante sempre saber qual é o verdadeiro preço justo para o que você está oferecendo, de forma que os seus clientes e você fiquem satisfeitos. Mas afinal, “quanto cobrar pelo meu curso online?”. É do que falaremos nos tópicos a seguir.

Quanto cobrar pelos meus cursos online?

Abaixo, listamos algumas dicas preciosas para que você consiga estabelecer o valor real que o seu curso online tem, de forma a não sair no prejuízo e conseguir levantar uma boa receita, além de resolver a tenebrosa questão de “quanto cobrar pelos meus cursos online?”.

1.      Pesquisa de mercado

Quando você está estabelecendo preço do seu curso e, finalmente, resolvendo o nó que a questão “quanto cobrar pelos meus cursos online?” deu na sua cabeça, você precisa estar sempre atento ao mercado no qual o seu curso online está inserido. Assim, você consegue se situar, nunca cobrando muito mais ou muito menos do que seus concorrentes.

Se você não tem ideia de por onde começar para estabelecer o preço, fazer uma pesquisa de mercado pode ser uma boa forma de ter um valor médio. Conversar com pessoas que já possuem um curso online rodando e saber como elas estabeleceram o seu preço inicial também é um bom jeito de ter referências valorativas e ter a pergunta de “quanto devo cobrar pelo meu curso online” finalmente respondida. Fóruns pela internet podem ajudar, bem como a seção de ajuda da plataforma que você escolheu colocar o seu curso online.

2.      Valor real do curso?

O valor real do seu curso pode ser entendido como a quantidade de dinheiro que você, criador, acredite que ele valha. Talvez você nunca consiga atingir este “valor real” que você idealiza. Por isso, é importante sempre ater-se à realidade que permeia o mundo dos cursos online no qual o seu produto final está inserido.

Aplicar o tópico anterior, bem como fazer outra pesquisa com possíveis clientes que consomem cursos parecidos com o seu, de forma a descobrir o quanto eles pagam por estes cursos e se estariam dispostos a pagar mais por eles, é um outro jeito de conseguir estipular o quanto vale o seu produto final.

3.      Entenda a sua demanda

Para conseguir estipular quanto você deve cobrar pelo seu conteúdo online, é importante entender qual é a demanda para ele. E para conseguir entender a demanda, você precisa conhecer o seu público em potencial.

Em termos mais práticos, para finalmente responder à questão inicial de “quanto devo cobrar pelo meu curso online”, você deve criar testes objetivos para entender como se comportam os seus possíveis clientes. Estes testes você envia aos prospects, de forma a observar o comportamento dos mesmos com relação ao seu curso e ao nicho em si.

4.      Curso on-line X curso presencial

Por não necessitar de uma estrutura física de ensino, os cursos à online costumam serem mais baratos que os presenciais. Um dos motivos é que o custo das aulas, que necessitam ser gravadas pelos professores apenas uma vez, e o professor pode apresentar a mesma aula diversas vezes.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Uma dica para fechar

Para aumentar o valor percebido pelo aluno e, consequentemente, conseguir cobrar mais pelo seu curso é importante que você ofereça o máximo de recursos e interações possíveis em seu curso.

Em cursos muito baratos o aluno até aceita ter acesso apenas à alguns vídeos e slides. Porém se o seu curso tem um preço mais elevado é importante também oferecer interações em fóruns, tutorias, tira-dúvidas ao vivo etc. São ações como estas que aumentam a percepção de “acolhimento” por parte do aluno, deixando-o cada vez mais imerso em seu curso.

Crie uma nova fonte de receita com cursos online
Equipamentos indispensáveis para gravar videoaulas

Comentários (4)


  1. Pingback: Como montar um curso online a partir de uma solução EAD? | edukabox

  2. 10/04/2016 às 17:57

    Muito bom Maurilio.
    Grato pelas dicas

  3. Amanda
    07/09/2016 às 20:12

    Obrigada pelas dicas!

  4. 28/10/2017 às 10:50

    Ótima dica!

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.