Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Como reconhecer valores humanos em uma empresa?

Se quiser saber mais do assunto e entender a importância dos valores humanos na sociedade, confira o nosso artigo. Nele mostramos como a implementação desses princípios dentro das empresas pode alavancar a produtividade interna e, como consequência, trazer mais clientes que se identifiquem com os dogmas daquela marca.

valores-humanos

Faça uma reflexão: quais são os seus valores? O que move a sua existência? Agora pense de que maneira esses princípios estão inseridos na sua empresa, na mentalidade dos funcionários e no modo como vocês conduzem o trabalho.

Todo mundo tem os seus valores, princípios que guiam nossas ações e o nosso comportamento. Eles influenciam nossa vida de modo direto, e não só no aspecto pessoal. Tais convicções impactam quem somos no ambiente de trabalho, como agimos com nossos colegas de profissão e no modo como realizamos nossas tarefas.

De modo geral, podemos definir os valores humanos como características morais que afetam a conduta de cada indivíduo. São eles que tornam cada ser humano único e correspondem a uma forma de comportamento interativo, que contribui para as construções de relações interpessoais e intrapessoais.

Muitas vezes, não nos damos conta disso, mas saber quais são os nossos valores e integrá-los ao nosso dia-a-dia nos torna pessoas mais estruturadas, agradáveis e felizes.

Em um mundo cada vez mais egoísta, cabe a nós resgatar valores que fazem a diferença, como respeito, liberdade de expressão e consciência ambiental. É preciso aceitar as diferenças, praticar a solidariedade e se preocupar em como vamos deixar o mundo para as gerações que estão por vir.

Nesse artigo, vamos falar sobre:

Entenda de que maneira os valores humanos são importantes para sua empresa crescer.

Boa leitura!

O que são valores humanos?

Os valores humanos, como dissemos anteriormente, são características que afetam a conduta de cada indivíduo. Ou seja, é tudo aquilo que é importante para você e impacta nas suas ações e decisões.

O valor daquilo que você acredita é inegociável e faz parte da sua essência como ser humano, sendo um direcionador das nossas vidas. São características as quais você não abre mão, e que influenciam diretamente nas suas escolhas.

Podemos citar alguns valores que acreditamos como universais, ou seja, aqueles que todos os seres humanos deveriam ter: amor, paz, felicidade e respeito. Mas, é claro, cada indivíduo tem outros princípios próprios e é esse conjunto de dogmas que torna cada pessoa única.

Qual a importância dos valores humanos?

A consciência de valores é muito importante porque, querendo ou não, eles influenciam de modo direto nas nossas escolhas.

É a partir dos princípios que acreditamos que tomaremos decisões importantes em nossas vidas. Dessa forma, quando a gente entende quais são esses “guias”, conseguimos entender também os direcionamentos que seguimos ao longo da vida.

Por exemplo, quando estamos em situações onde estamos alinhados a esses valores, conseguimos seguir em frente sem problemas e em paz com o cenário em que nos encontramos. Mas, e se isso muda? Quando estamos em um caminho onde acreditamos que há algo de errado, isso costuma vir com uma sensação de incerteza e de estranheza.

Muitas vezes, ficamos extremamente desconfiados, alertas sobre o próximo passo e com receio que determinada ação vai contra o que acreditamos.

O pior dos casos é quando você se vê em uma situação que está te agredindo, que não te faz bem, que faz você ultrapassar limites de tudo aquilo em que acredita.

Nesse tipo de situação, o mais indicado é parar imediatamente para evitar que seus valores sejam corrompidos, o que pode causar vários abalos emocionais e até mesmo psicológicos.

Quando acreditamos nos nossos valores, e no poder que eles têm, conseguimos mudar o ambiente em que vivemos.

E não só no quesito pessoal. Quando levamos esses princípios para dentro das empresas, por exemplo, conseguimos impactar de maneira positiva o trabalho, a relação entre os funcionários e também entre a marca e seu cliente. Assim, todo mundo sai ganhando!

Os valores humanos nas empresas

Hoje em dia, a satisfação do funcionário não está relacionada apenas a um bom salário, estabilidade, plano de carreira e status. Esses motivadores tão comuns há 30 anos estão dividindo espaço na mente do funcionário com os valores morais e humanos.

As empresas têm papel essencial na empregabilidade de princípios considerados dignos no seu dia-a-dia. Dessa forma, os funcionários devem se identificar com eles e incorporá-los no seu cotidiano para ter plena satisfação no ambiente de trabalho.

Do lado da empresa, por sua vez, está o compromisso de estabelecer novos horizontes para motivar sua equipe além do dinheiro.

No mundo corporativo, os valores humanos podem ser identificados respondendo as seguintes perguntas: sob quais critérios funcionam essa empresa? Quais os padrões que devem ser seguidos para ela funcionar? O que é considerado fundamental e o que é taxado como inadmissível?

Quando a diretoria consegue responder essas questões e, principalmente, colocar em prática de maneira clara, tais princípios ajudam a compreender o que é certo e errado na busca do ambiente ideal. E isso deve ser passado para todos os funcionários, inclusive na hora das entrevistas de emprego.

O setor de RH precisa deixar bem especificado quais são os dogmas daquela empresa para garantir que os candidatos estejam na mesma página, e que vão contribuir para o crescimento daquela marca.

Na hora de decidir por um caminho profissional que faça sentido com o que você acredita, seja fiel à suas crenças e valores.

Como foi dito, as empresas precisam escolher os profissionais adequados ao que elas acreditam, ou seja, aqueles que se encaixam no perfil esperado pela companhia. Ao mesmo tempo, precisamos ver o outro lado e saber que as pessoas também têm esse direito: o especialista pode, e deveria, escolher a empresa que quer se vincular com base nos direitos que ambos os lados compartilham.

Esse conhecimento não é adquirido apenas na entrevista. O candidato deve fazer uma pesquisa extensiva sobre a área de atuação, assim como a missão, a visão e os valores da empresa que você gostaria de trabalhar.

Os valores que guiam as pessoas são o alicerce ético da conscientização humana, além de serem os responsáveis por motivar aquele profissional a se levantar todos os dias para ir trabalhar.

O mundo corporativo mudou, e as empresas precisam entender que o dinheiro e estabilidade continuam importantes, mas é preciso mais para fazer que o profissional dê o seu melhor.

É preciso ter conexão entre a vida pessoal e a profissional, e essa conectividade acontece através dos valores que esses dois ambientes compartilham.

Os valores humanos indicam o caminho e a missão a seguir. Logo, quando esses princípios entre empresa e funcionários divergem, é porque a trajetória se tornou incompatível.

Nesse caso, é benéfico para os dois lados saberem que chegou a hora de romper a ligação. Se não, as consequências são maléficas para ambos, tanto em questão de produtividade e entrega de resultado (para a empresa), quanto em propósito de vida (para o profissional).

É o capital humano que impulsiona as empresas a seguirem um caminho alinhando aos princípios que consideramos os ideais.

Então, é preciso humanizar as organizações, investindo em pessoas com princípios, gerando engajamento e fazer com que todos compartilhem propósitos relevantes. Isso fará da sua empresa uma marca única, além de ser querida pelos seus clientes e funcionários.

Como efeito, a tendência é aumentar o reconhecimento e os lucros. Ou seja, todos saem ganhando.

Como reconhecer os valores humanos em uma empresa?

Esse tópico é direcionado principalmente para o setor de RH, mas qualquer pessoa que quer melhorar o ambiente da sua empresa terá excelentes insights.

Pare e pense: o que faz as pessoas saírem para trabalhar? O que as move? Qual a diferença que essa empresa está fazendo para a sociedade? Os seus funcionários estão cientes desse papel e abraçam essa missão? Eles conhecem os valores que guiam a marca?

Entender esses questionamentos é essencial para identificar quais são os valores que a sua empresa prega na teoria, e quais são os que ela prega na prática. Os dois cenários precisam estar alinhados para gerarem efeito no ambiente de trabalho.

Se não estiverem, sabe quem vai perceber? Os consumidores. Especialistas da área de marketing já sabem que os clientes não são apenas compradores, e sim, pessoas que estão prestando cada vez mais atenção às ações da marca.

Eles não querem apenas um produto, querem se identificar com o que estão consumindo e, na hora de comprar, levam em consideração suas ideologias.

Já dizia Albert Einstein: “Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso. O sucesso é consequência”. Essa afirmação nos ajuda a compreender que as empresas só irão sobreviver às próximas gerações se oferecerem soluções e meios de preservação através de seus produtos.

Se uma empresa não valoriza os valores humanos, dificilmente conseguirá alcançar resultados positivos ao longo prazo. É importante entender que o cultivo de bons valores ajuda a alcançar processos internos mais robustos e uma melhor diferenciação no cenário externa, principalmente com os clientes e prospects que acreditam nos mesmos valores da sua empresa.

Exemplo de empresas e valores humanos

SKOL e o respeito às diferenças

Em maio de 2018, a Skol, uma das marcas de cerveja mais populares do Brasil, convocou outras marcas a se unirem pela causa LGBTQ+. Burger King, Bis, Trident e quem disse, berenice? aceitam o convite e “perderam” letras que, juntas, formam a sigla LGBTQ+ para a ação #MarcasAliadas.

A campanha não foi apenas simbólica: todas as marcas se comprometeram a doar dinheiro a quatro instituições que são ativas na causa: Casinha, Todxs e os coletivos Não Desculpo e Transformação.

(fonte: b9.com.br)

Heineken e a conscientização do consumo de bebida

E se uma campanha de cerveja promovesse alguém dizendo não para a bebida? Essa foi a aposta da Heineken no comercial com o tricampeão de Fórmula 1 Jackie Stewart.

No vídeo, o piloto nega uma garrafa de cerveja para reforçar que quem bebe não pode dirigir. A ação ganhou manchetes e corações ao redor do mundo por ser uma maneira criativa e eficaz de conscientizar o público sobre a importância de não misturar bebida com direção.

L’oreal e a sustentabilidade

Em 2016, a L’Oréal criou metas de redução do impacto social da corporação no meio ambiente, controlando a emissão de gases, economizando água e até melhorando a qualidade de vida dos funcionários.

A sustentabilidade é um dos principais objetivos da empresa no Brasil. Foi assim que ingredientes naturais passaram a fazer parte da composição de vários cosméticos da companhia, como pracaxi, cupuaçu e babaçu.

Filme “O que de verdade importa”

Idealizada pelo diretor mexicano Paco Aranjo, o filme “O que de verdade importa”, lançado em 2018, tem como objetivo na campanha  reverter toda a renda líquida do filme para ajudar crianças com câncer.

Le Creuset e o Outubro Rosa

Todos anos, o mês de outubro é marcado pela campanha Outubro Rosa. E também todos os anos, empresários se unem à Fundação do Câncer em apoio ao movimento de conscientização sobre o câncer de mama.

A marca de utensílios de cozinha Le Creuset foi uma das muitas marcas que aderiram à campanha e usaram seus produtos de maneira criativa para falar sobre a importância do autoexame.

(Fonte: https://www.cancer.org.br)

Esses são apenas alguns dos muitos exemplos de empresas que aderem aos valores humanos para mostrarem no que acreditam e de que maneira podem fazer a diferença para mudar o mundo um pouquinho de cada vez.

Para mais dicas para a sua empresa, assine nossa Newsletter.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Até a próxima!

Como saber que minha equipe precisa de uma palestra motivacional?
Como criar um modelo de plano de aula

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.