Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Tudo o que você precisa saber para produção de vídeo EAD

A produção de vídeo EAD é tão rica que muitos não sabem por onde começar. Nós te mostramos! Nesse artigo, apresentamos desde a pré produção até a divulgação dos vídeos.

produção de video EAD

Ao optar pela produção de vídeo EAD é importante que você construa um raciocínio acerca do processo de construção dos vídeos.

Apesar de não existir uma receita pronta para quem vai começar a produzir vídeos, alinhar as etapas, além de diminuir a chance de haver imprevistos, facilita muito o seu trabalho.

Por isso, pensando em dar um norte na produção de vídeo EAD, preparamos esse artigo dividindo o processo em 3 etapas principais.

Neste artigo, você irá encontrar:
Pré-produção

Produção

Pós-produção

Pré-produção

A pré produção é uma etapa crucial ao elaborar vídeos. Pois é nela que você pode evitar a maior parte dos problemas. A pré-produção nada mais é que a fase de traçar o plano. É quando você vai idealizar o vídeo para, então, saber o que é preciso para colocá-lo em prática.

Por isso, a pré-produção pode ser definida em 2 principais pilares: definição de objetivos e documentação. A definição de objetivos é justamente a tomada de decisão, e a documentação é o roteiro.

Há quem trate a tomada de decisão como parte do roteiro, o que também não é um erro. Mas a fim de estruturar melhor o raciocínio, dividimos como uma etapa anterior ao roteiro. Fique a vontade para escolher o método mais confortável para você. A dica aqui é não deixar de documentar.

Definição de objetivos

Como você imagina o seu vídeo? Esse será o ponto de partida. É nesse momento que se deve responder às perguntas:

Qual o assunto do vídeo?

Quem será alcançado com o vídeo?

Como alcançar essas pessoas?

E então definir local, quem estará no vídeo, qual será a linguagem.

Imagine que o local seja ao ar livre. Nesse caso, é preciso checar as condições climáticas. Esse cuidado evitará que você se depare com um dia chuvoso, por exemplo.

Definindo que o protagonista do vídeo será outra pessoa, você precisará definir previamente com o convidado.

Ou seja, pensar nesses pontos antes da filmagem permitirá que haja um preparo melhor no momento da produção.

Imagine que você teve a ideia de usar efeitos animados com chroma key. Essa técnica exige que haja um plano de fundo específico, figurino apropriado. Então executá-la no improviso vai ser bem mais complicado.

Por isso, definir o máximo de detalhes previamente vai ser um diferencial e tanto para que a etapa de produção flua sem problemas.

Roteiro

É nessa fase que o vídeo vai ganhar sua primeira forma, no papel. Depois de decidir os principais pontos, no roteiro o vídeo ganha um esboço.

O roteiro é para a produção de vídeo EAD o que um escopo é para um projeto. Segundo a Techtarget, o escopo é “a parte do planejamento que envolve a determinação e documentação de uma lista de objetivos específicos do projeto, entregas, tarefas, custos e prazos”.

Dessa forma,o roteiro vai ser a parte documentada de todas as decisões tomadas na fase anterior, além de entrar detalhadamente no que vai se passar no vídeo.

Se antes você imaginou como seria o vídeo, no roteiro você vai compor exatamente o que vai haver em cada cena. Apesar de ser muito completo, e claro, importante, o roteiro não é um monstro.

Nesse vídeo, temos um exemplo fácil e claro de um roteiro.

Há também o modelo de roteiro simples, em que não há o detalhamento do que vai ser dito no vídeo. Esse modelo serve como uma pauta, com palavras chaves do que será apresentado e outros lembretes da produção.

Mais uma vez, fica a seu critério o melhor método de trabalho para sua produção de vídeo EAD.

Produção

A produção é o momento de mãos à obra. É nessa etapa que colocamos em prática tudo que era teoria na pré-produção.  

Sendo assim, é preciso juntar os recursos que foram decididos na etapa anterior. Como cada produção tem suas especificidades, os recursos variam de acordo com o que for necessário para cada uma.

Porém o que podemos citar aqui como preocupação padrão na fase de produção são os equipamentos.

Equipamentos

Ainda que não seja uma super produção e os equipamentos não sejam altamente profissionais, esse é um ponto de atenção.

Afinal, a qualidade dos equipamentos vai influenciar no resultado final dos vídeos. Imagens granuladas e som ruidoso são defeitos que incomodam o espectador e acabam por tirar sua atenção.

Por isso, pensar nos equipamentos principais é essencial.

Câmera

O mercado de audiovisual oferece opções para todas as necessidades. Desde câmeras de passeio, semiprofissionais, até filmadora profissionais. O que considerar no momento de compra é basicamente o formato de vídeo que será feito.

Acreditamos que para uma videoaula padrão um modelo semiprofissional é suficiente para atender as necessidades de imagem e som. Isso porque esse formato tem um único personagem, condições de boa luminosidade. Ou seja, fatores que simplificam a produção.

Microfone

O microfone segue a mesma linha da câmera. Mas caso haja uma boa ambientação, sem muita influência de ruído interno, o microfone embutido da câmera pode ser suficiente. Apenas certifique-se de que, nesse caso, a câmera não fique tão longe do personagem e não haja muito espaço inutilizado na sala. Caso contrário além de poder haver eco, o audio ficará baixo.

Um truque que pode ser muito útil na ausência de um microfone é fazer a gravação da voz com um celular ou fone de ouvido. E então na edição isolar o som da filmagem e utilizar o captado pelo celular. Assim a captação será mais próxima do falante, o que pode resultar em um áudio com qualidade melhor.

Iluminação

No caso da produção de vídeo EAD, a iluminação pode ser resolvida com um bom posicionamento de lâmpadas. Como os outros equipamentos, há o kit completo de iluminação. Mas caso não queira investir no kit profissional, certifique-se de ter pelo menos 3 pontos de iluminação.

A iluminação vai variar caso haja quadro, caso haja mais de uma pessoa, ou até a própria luz natural do dia. Na maior parte das situações, movimentar os refletores já será suficiente. Apenas tenha cuidado com sombras e reflexos.

Cenário

Parece não ter tanta importância assim, mas o cenário do vídeo é um fator ímpar. O cenário, ou background, vai ser um ponto fixo no vídeo, então invariavelmente o espectador terá tempo suficiente de notar erros.

Por isso, sempre cheque o que vai aparecer atrás de você na filmagem. Esse cenário pode inclusive ser usado a seu favor. Muitos youtubers, por exemplo, colocam elementos no background para causar identificação com o público.

Pós-produção

Depois de gravar o vídeo é a hora da pós-produção. Essa etapa é principalmente a parte da edição, mas é também alinhar detalhes.

Edição

Ao chegar na ilha de edição é provável que você tenha um vídeo longo e com erros. O que é totalmente normal se tratando do material bruto. Mas para que esses não sejam fatores de desestímulo para seus alunos, é muito importante não pular a etapa da edição.

Mesmo que você não tenha tanto conhecimento técnico de produção de vídeo EAD, edite os vídeos. Não é essencial que haja efeitos especiais nem uma super edição, mas lapidar o vídeo é muito importante. Se preocupe em fazer cortes, tanto para dar dinamicidade ao video quanto para reduzir a duração.

A edição pode ser feita tanto em editor de vídeo online quanto em programas para editar vídeos propriamente ditos. Recomendamos o uso dos programas por serem mais completos. Ainda que sejam mais completos, muitas vezes acabam sendo mais intuitos para quem está começando a aprender. Além de terem mais tutoriais disponíveis na internet por serem mais conhecidos.

Materiais Complementares

Uma boa dica é separar materiais que você já tenha produzido anteriormente para linkar ao seu vídeo. Isso vai tornar o seu conteúdo mais rico e criar uma experiência personalizada de ensino para o aluno.

Esses detalhes são grandes diferenciais para produção de vídeo EAD. Inclusive é uma boa forma de divulgação do seu próprio conteúdo.

Plataforma

A plataforma em que o vídeo será hospedado deve ser escolhida com cuidado. É preciso que seja um ambiente estável e seguro para que a experiência do usuário não seja comprometida com quedas.

Outro ponto é que uma plataforma segura te dá mais proteção contra a pirataria. Por isso, por mais que seja tentador hospedar os vídeos em plataformas gratuitas como o youtube, nem sempre vale a pena. O Youtube por exemplo tem uma política de monetização dos vídeos muito burocrática.

Vale a pena buscar plataformas pagas de ensino a distância.

Divulgação

Como última, mas não menos importante, temos a divulgação. Divulgar o conteúdo nos canais de contato com seu aluno podem impulsionar muito as visualizações do seu vídeo. Para que seu aluno veja o seu conteúdo, primeiro o conteúdo tem que chegar até ele.

Portanto, faça posts personalizados para as redes sociais. Seja criativo, chame a atenção do seu aluno. Pense no que atrai seu público, pense no que já deu certo antes.


Há muitos métodos para quem trabalha com produção de vídeo EAD e fica a seu critério escolher a mais confortável para você. Aqui apresentamos um modelo para tornar sua produção mais tranquila.

Até a próxima!

Workshop: o que é e como ter os melhores resultados
Como fornecer feedback construtivo sobre treinamentos online?

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.