Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Por que não optar por plataformas gratuitas?

O EAD (ensino a distância) está em crescimento constante. O avanço das tecnologias somado às mudanças no perfil dos alunos impulsionou o crescimento do EAD no mundo todo. Somente no Brasil, o segmento apresentou um salto significativo nos últimos cinco anos, com o surgimento de diversas ferramentas e plataformas gratuitas e pagas voltadas para educação […]

Por que não optar por plataformas gratuitas?

O EAD (ensino a distância) está em crescimento constante. O avanço das tecnologias somado às mudanças no perfil dos alunos impulsionou o crescimento do EAD no mundo todo. Somente no Brasil, o segmento apresentou um salto significativo nos últimos cinco anos, com o surgimento de diversas ferramentas e plataformas gratuitas e pagas voltadas para educação e treinamento corporativo.

Atualmente, o número de matrículas em EAD já cresceu 70%, passando de 2,2 milhões de alunos em 2005 para mais de 3,8 milhões em 2015, segundo a ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância).

Basta pesquisar um pouco no Google e você verá diversas ofertas, algumas ferramentas gratuitas e muitas pagas.

Entre as gratuitas estão o Moodle, Chamilo, Teleduc. Há muitas outras, porém essas são as mais populares.

Diante de tantas ofertas, surgem as dúvidas sobre a melhor solução para a implementação de um projeto de educação a distância. Os principais questionamentos são: preciso desenvolver uma plataforma para publicar meus cursos? Por que não optar por plataformas gratuitas? Entre outras.

Vamos lhe ajudar a esclarecer estas dúvidas. E, para começar, vamos exemplificar com o sistema Moodle (Modular Object Oriented Distance Learning).

O Moodle é um sistema de aprendizagem, acessível através da Internet ou de rede local.  Estes sistemas ou plataformas EAD, são também chamados de AVA (Ambientes Virtuais de Aprendizagem) ou LMS (Learning Management System), em português Sistema de Gestão de Aprendizagem.

O sistema Moodle se trata de um software “open source”, um termo em inglês que significa código aberto, ou seja, ele tem licenciamento livre para o design, código-fonte e a sua redistribuição.  Ele pode ser executado, copiado, modificado e redistribuído pelos usuários gratuitamente, já que o acesso ao código-fonte é livre, o que permite fazer alterações conforme as suas necessidades.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Mas, será que plataformas gratuitas como o Moodle são realmente a melhor opção?

Vamos citar agora as desvantagens encontradas para que você possa entender melhor como funciona:

  • Software livre não é sinônimo de custo zero. Há custos com pessoas especializadas, como programadores, e tempo para a customização e insfraestrutura do servidor;
  • Não existe uma equipe técnica à disposição. É necessário ter desenvolvedores na equipe ou contratar uma empresa especializada para fazer as formatações desejadas;
  • Lentidão da abertura da página;
  • Erros de ligação que, por vezes, impedem o acesso à mesma
  • Bloqueios quando há envio de trabalhos e na realização de pequenas atividades online.
  • Os programadores envolvidos na implantação do Moodle precisam entender de PHP e MySQL;
  • É necessário montar ou terceirizar uma estrutura de hardware, software básico e técnicos que deem o devido suporte e manutenção.
  • A interface não gera muita identificação para com os alunos. Não há uma espécie de ícone para facilitar a identificação e acessos aos recursos. A navegação é feita por menu’s verbais e não intuitivos. O layout é semelhante a um blog simples, com três colunas e boxes que podem ser alterados de lugar ou “escondidos” dos alunos. Para melhorar essa estrutura, é necessário contar com um webdesigner, que ainda assim pode encontrar diversas outras restrições.
  • Ele não automatiza todos os seus recursos, o que requer uma habilidade técnica maior dos administradores do ambiente. Já os sistemas LMS são totalmente automatizados e não requerem esses conhecimentos técnicos, podendo ser operados facilmente, otimizando o tempo.
  • Apesar de ter uma página de origem brasileira, a língua oficial da comunidade é o inglês. Os fóruns, notícias, releases das versões, help desk e FAQ estão todos em inglês, além de serem bem técnicos.
  • Dependendo da hospedagem e do número de acessos, as plataformas gratuitas tem muita instabilidade, impedindo o acesso dos alunos, professores, tutores ou gesores. Isso gera transtorno e adiamento nos prazos das atividades.

Existem ainda alguns pontos com relação à utilização das plataformas gratuitas:

  • Não permite a criação de segmentos para agrupar pessoas com características comuns. Há apenas a possibilidade de criar subgrupos dentro das turmas para realização de trabalhos.
  • Possui um único ambiente para o gestor e para o aluno. Com ambientes específicos, é possível trabalhar melhor a necessidade e o uso de cada um.
  • A cada nova turma é necessário replicar o conteúdo do curso, mesmo que o conteúdo seja idêntico ao da turma anterior. Com isso, há um aumento desnecessário de consumo de espaço em servidor.
  • Não permite a alteração da estrutura do curso após sua publicação.
  • Não possui controle para determinar que um curso é pré-requisito para outro.
  • O módulo de relatórios, mesmo com as atualizações de versão, continua muito reduzido, com poucas opções.
  • Não há um recurso para pré-inscrição nos cursos com aprovação automática, o que tira a liberdade do aluno buscar o conhecimento quando deseja ou necessita, mesmo quando o curso é online, assíncrono e autodidático.

Bom, acredito que você deve ter entendido agora por que optar por plataformas gratuitas pode ser uma ideia ruim, certo? Mas não se preocupe, existe uma saída para que você possa hospedar o seu curso online de forma intuitiva e eficiente: as plataformas LMS.

Um LMS possui diversas vantagens tanto para seus usuários quanto para quem contrata por este serviço. Isso porque é possível fazer diversos tipos de integrações dentro de uma plataforma LMS que viabilizam diversas possibilidades da mesma ser trabalhada, aumentando consideravelmente suas opções de atuação e, com isso, oferecendo mais vantagens aos seus usuários.

Logo, com diversas soluções tecnológicas inovadoras no mercado que podem ser integradas, o LMS, acaba por adicionar um nível superior de eficiência para os sistemas de gestão de aprendizagem de empresas e instituições de ensino.

Quer saber quais são os principais benefícios das plataformas LMS em comparação as plataformas gratuitas?

Benefícios de usar um LMS profissional

Aprendizagem centralizada

Utilizar um sistema de gestão de aprendizagem (LMS) é oferecer uma fonte centralizada de aprendizagem. Isto significa que a formação, desempenho e desenvolvimento dos conteúdos são oferecidos em todos os momentos da mesma fonte. E os usuários podem acessar as informações a qualquer momento, para iniciar a trilha de aprendizagem quando quiserem.

Capacidade de avaliar

O LMS permite que os usuários sejam avaliados antes, durante e ao término do curso. Isto significa que os empregadores podem avaliar e examinar os registros das atividades, e determinar os níveis de sucesso de cada curso disponibilizado e da efetividade do aprendizado pelos treinandos.

Facilidade de atualização

Uma grande vantagem da utilização do LMS é que o conteúdo e as informações dos cursos podem ser facilmente atualizados. Isto porque o sistema oferece um local centralizado para informações, por isso é simples fazer alguma mudança nos requisitos, descrições dos cursos, ou especificações necessárias para os treinandos. E assim que atualizado, os usuários irão receber as informações atualizadas ao mesmo tempo, tudo integrado.

Processo simplificado de aprendizagem

Os sistemas são fáceis de usar e os novos usuários podem descobrir tudo facilmente. Além de serem totalmente viáveis, os sistemas oferecem plataformas personalizadas para a aprendizagem, proporcionam experiências de integração e enriquecem o conhecimento dos treinandos no processo de aprendizagem.

Vantanges do LMS para empresas

  • Melhoria no desempenho profissional;
  • Melhoria nos resultados empresariais;
  • Melhoria na motivação e engajamento de colaboradores;
  • Possibilidade de avaliação rica e completa de performance de colaboradores;
  • Possibilidade de reutilização dos materiais e conteúdos ao longo do tempo;
  • Fácil acesso à treinamentos, informações e relatórios de aprendizagem;
  • Economia de tempo e espaço;
  • Dá poder ao colaborador aprender no seu tempo.

Oferecer treinamentos corporativos personalizados de acordo com os valores e cultura da empresa através de uma plataforma LMS, ajuda a engajar e motivar colaboradores no processo de aprendizagem, contribuindo para que os resultados sejam alcançados da forma mais eficiente possível.

Vantagens do LMS para instituições de ensino

  • Oferece diversas soluções de aprendizagem para os donos dos cursos atuarem;
  • Tem o design instrucional como um grande recurso para melhorar o processo de aprendizagem;
  • Possibilidade de ganhos em tempo e espaço;
  • Possibilidade de trabalhar com diversas técnicas de avaliação de alunos;
  • Proporciona diversas opções de formatos e disponibilização de conteúdos;
  • Proporciona economia de custos tanto para alunos quanto empreendedores;
  • Utilização bastante simples e intuitiva.

Uma plataforma LMS completa e intuitiva pode oferecer diversas funcionalidades que auxiliam alunos no consumo de diversos conteúdos como videoaulas, apresentações de vídeos com slides e materiais em geral, entre outros.

Cada plataforma LMS em específico possui funcionalidades distintas entre si. No entanto, para que você trabalhe com foco no que realmente é importante.

O uso de uma plataforma LMS proporciona não só um melhor aproveitamento para os usuários, como auxília na agilidade de diversos processos. Por isso, é fundamental que a escolha desta seja de tamanha eficiência.

Com uma tecnologia excepcional, a Edools possui a plataforma  LMS mais completa do mercado. Onde é possível personalizar, gerenciar e hospedar seus cursos online de forma simples e dinâmica.

Veja como ter a melhor tecnologia na educação a distância pode ser o diferencial para a sua instituição ou organização falando com um de nossos especialistas!

Se houver alguma dúvida sobre o por que não optar por plataformas gratuitas, entre em contato conosco ou sinta-se à vontade para deixar um comentário no final desta página!

Passo a passo: como criar um curso online
A importância da personalização no EAD

Comentários (8)


  1. 02/06/2018 às 22:15

    “Software livre não é sinônimo de custo zero” – Sim, se o empreendedor tiver a paciência para aprender sobre a plataforma, já que conta com ampla documentação livre por toda a internet… em todos os idiomas… enfim…

    “Lentidão da abertura da página” – hahahhahaha, O moodle é desenvolvido por ampla comunidade, nos melhores padrões MVC e OO, com toda a certeza é muito melhor programado que a plataforma de vocês… agora se a hospedagem é ruim, aí já não é culpa do LMS OS…

    “Erros… bloqueios…” – Todo o software tem bug, mas já trabalhei e desenvolvi aplicações com base no Moodle e não me lembro de precisar corrigir bugs… nas versões betas que surgem, talvez tenha, mas em poucos meses já se iguala a estável. E vocês, é fácil corrigir bug de uma plataforma que nem deve chegar a 50% do poder do Moodle?

    “Os programadores envolvidos na implantação do Moodle precisam entender de PHP e MySQL” – Mas é claro minha fia… Tu acha que tem que entender de maquiagem, é? ahhahahah

    Sobre as funcionalidades, manutenção, suporte, o poder que o Moodle traz vale a pena, afinal mesmo que se gaste com suporte, ainda teriam umas das melhores plataformas de cursos do mundo… de graça… para sempre… atualizada… e melhorando todos os anos… mesmo assim, é possível os próprios sócios-fundadores aprenderem com toda a documentação disponível livremente…

    O Moodle é bem completo e mais complexo pela quantidade de funções disponíveis, daí a maior curva de aprendizado, mas esse é o exato ponto em que vocês se dão mal, já que qualquer programador pode vender a implantação do Moodle a um cliente por um preço e suporte mais em conta e que justificaria o texto acima… não é mesmo? uehuehe

    “Dependendo da hospedagem e do número de acessos, as plataformas gratuitas tem muita instabilidade” – wtf?????? fia, em 5 anos de Ciência da Computação nunca vi tamanha falácia… dependendo da hospedagem QUALQUER coisa na internet pode ficar lenta… não necessariamente gratuita… Sei que querem vender o peixe de vocês, mas não precisa apelar…

    Com relação aos outros itens, sugiro revisar, já que a cada ano que passa o Moodle vai se aprimorando e melhorando o Layout e funcionalidades…

  2. 04/06/2018 às 10:39

    Olá, tudo bem? Obrigada pela sua participação! Você gostaria de tirar mais alguma dúvida? Tenha um bom dia!

  3. 12/06/2018 às 20:14

    Nossa, eu fiquei interessada em usar Moodle para meus cursos de maquiagem, mas agora que o Alex mostrou que essa “gentalha” tem que sentar a bunda e aprender PHP e MySQL, vou pra outras pagas mesmo. Desculpe eu respirar o seu ar também, viu ?

  4. Selton
    23/07/2018 às 14:25

    Nada a ver o conteúdo, como o colega alex falou, Tudo é relativo.

    Até parece que o sistema de vocês é lindo, maravilhoso, estável, etc.. Acorda né gente!!!!

    Sistema, gratuito ou pago está sujeito a problemas.

    E até hj não saiu NADA melhor que MOODLE.. podem tirar o cavalinho da chuva com essas suas explicações toscas e infundadas.

    Parem de mentir só pra conseguir cliente, tomem vergonha NA CARA!!!!!!

  5. 23/07/2018 às 14:34

    Olá, Selton. Tudo bem? Obrigada pela sua participação!

  6. Vinicios ferreira
    12/09/2018 às 09:23

    Nossa, que texto horroroso. Parece até vendedor de Blackboard ou Saba. Não dá pra usar argumento de Infra e Desenvolvimento para refutar LMS livre.

    Em plataformas livres ou pagas, a equipe dedicada é imprescindível, o design instrucional é requisito mínimo para apresentação fluída dos conteúdos bem como a estruturação da formação.

    Vocês só deixaram de dizer que em LMS pago, o cliente fica refém da empresa, preso por licenças e perde total autonomia.

    Desculpa, mas o texto de vocês é inocente, pra não chamar de leviano.

    • Rafaela Espíndola
      21/09/2018 às 17:57

      OI, Vinicius. Olha, entendo seu ponto de vista mas o argumento faz sentido sim! Plataformas gratuitas são ótimas ferramentas para determinadas soluções, em outros casos, um LMS pago é essencial para uma boa experiência de EAD, seja pelo aluno ou pelo gestor da ferramenta.

      Não sei que tipo de experiência você, ou algum conhecido, tiveram com alguma LMS paga mas pelo visto, com certeza não foi boa. Te convido a conversar com um dos nossos consultores, assim você pode entender como podemos oferecer autonomia e flexibilidade para diferentes perfis de projetos EAD 🙂

  7. 14/11/2018 às 08:14

    Que feio fazer artigo pra captar cliente e o pior denegrindo outras aplicações que são tops de linha. Pecado gente.

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.