Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Endomarketing: a ferramenta para o engajamento na sua empresa

Você certamente sabe o que é Marketing e já está familiarizado com esta palavra e seu conceito, mas… e Endomarketing? Você sabe o que é ou já ouviu falar? Bom, dizemos que é um marketing para colaboradores, mas com a intenção de que, com isso, esse colaboradores sejam clientes da empresa, reforçando a imagem da […]

endomarketing

Você certamente sabe o que é Marketing e já está familiarizado com esta palavra e seu conceito, mas… e Endomarketing? Você sabe o que é ou já ouviu falar? Bom, dizemos que é um marketing para colaboradores, mas com a intenção de que, com isso, esse colaboradores sejam clientes da empresa, reforçando a imagem da marca.

Endomarketing é um termo mais recente que “Marketing”, que nós já conhecemos. O prefixo “endo” vem do grego e remete a “voltado para dentro”. Mas não se preocupe em relação a definição da palavra!

Nesse artigo iremos esclarecer muito mais sobre o Endomarketing, qual a principal diferença do Marketing Interno e como você pode aplicá-los.

Aqui você irá ler os seguintes tópicos:

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

O que é o Endomarketing?

Para entender melhor, podemos fazer um paralelo com a empresa, seu produto (ou serviço) e seus clientes e consumidores. Para vender o produto, a empresa precisa fazer com que o cliente acredite realmente que vai ser um bom negócio adquirir aquele bem e de que sua marca é confiável. Para isso, ela vai usar várias ações de marketing: redes sociais, inbound marketing, propagandas, experimentação no ponto de venda, entre outros.

Imagine isso acontecendo no ambiente corporativo e que os clientes e consumidores são os colaboradores. Agora pense no produto a ser vendido. Basicamente é construir dentro do ambiente de trabalho uma imagem positiva para que seus funcionários acreditem no que ela oferece. A ideia é que eles comprem a ideia do produto e da empresa antes do cliente e consumidor final.

Consequentemente as pessoas que trabalham sob essa atmosfera irão defender e fazer uma propaganda natural da empresa. Logo, irão recomendar seus produtos e/ou serviços.

Marketing Interno

Apesar de parecer e poder até se confundir com o Endomarketing, há também um outro conceito. O marketing interno. Basicamente, podemos dizer que esse marketing é mais voltado para a comunicação interna da empresa.

Essa comunicação interna busca atingir os membros de uma maneira mais social, expandir a cultura da organização, melhorar as relações interpessoais e etc. É uma maneira de trabalhar não somente a forma de se comunicar e a imagem da instituição, mas também de fortalecer sua relação com os colaboradores, gerando empatia entre as partes.

Mesmo tendo conceitos diferentes, Endomarketing e Marketing Interno são ferramentas que conversam entre si. Muitas vezes até se confundem. O objetivo em comum de ambas é melhorar a comunicação interna organizacional, além de certa forma trabalhar o branding para os funcionários. Por isso podem e devem ser trabalhadas juntas e de maneira coordenada.

Para melhorar o trabalho de Marketing Interno, invista em canais de comunicação oficiais de acordo com a realidade de sua empresa. Hoje é possível se comunicar com toda a empresa através de murais ou painéis com avisos, e-mails corporativos com comunicados e informativos, TV corporativa com mensagens institucionais, newsletter com compilação de informações atualizadas enviados semanalmente, entre outros recursos.

Por que o Endomarketing é tão importante?

O modo como organização e colaborador se dão tem impacto para ambos. Um indivíduo não irá ser produtivo no ambiente corporativo se ele não se sentir satisfeito e motivado. Logo, ele não trará bons resultados e afetará negativamente a empresa. Para que essa situação não seja uma realidade, é preciso que a empresa se preocupa com o bem-estar e que se importa com cada colaborador.

Isso porque mais que peças importantes na engrenagem da empresa, são seres humanos que irão frequentar o mesmo ambiente todos os dias, por várias horas diárias. Eles irão interagir e conviver uns com os outros. Por isso, tudo precisa estar muito bem alinhado. Assim, o resultado não será negativo. Caso seja, tem o risco de afetar o trabalho individual e também o de equipe.

Ao pensar em uma equipe de vendas que não esteja em sintonia, por exemplo, fica mais fácil ver a importância do Endomarketing. Funcionários desmotivados e insatisfeitos serão improdutivos e não alcançarão o resultado esperado. Com isso, haverá impacto negativo no número de vendas, os vendedores não pensarão em indicar ou recomendar a marca, pois estarão com uma imagem pessimista da empresa. Sem falar na repercussão dessa situação em outros setores.

Mas para que os funcionários se tornem representantes espontâneos da empresa, é preciso engajá-los. Além de fazer uma propaganda positiva da empresa, eles também trarão mais resultados, já que terão um melhor desempenho.

Quem é o responsável por cuidar do Endomarketing?

No primeiro momento podemos pensar no caso de empresas médias e grandes no RH e na equipe de marketing trabalhando juntas no Endomarketing da organização. Mas não necessariamente esses departamentos precisam existir para que isso aconteça.

Muitas empresas que são pequenas não tem especificamente profissionais que cuidam apenas dessas áreas. O responsável por implementar as ações internas de marketing pode ser o próprio gestor. Ele também pode contar com a ajuda de colaboradores que dão suporte a ele diretamente. Caso exista uma vertical dentro do marketing da empresa, já é suficiente para implementar o Endomarketing.

Independente do porte das empresa e da classificação do setor que cuidará do Endomarketing, os responsáveis devem entender os perfis pessoal e profissional dos funcionários. Também devem conhecer as tarefas, papéis e comprometimento de cada um.

Quais sinais indicam que é o momento certo para investir no Endomarketing?

Como já foi mencionado anteriormente, um dos objetivos do Endomarketing é melhorar a comunicação interna institucional. Isso porque uma má comunicação interfere na motivação. Observe se no ambiente de trabalho há algum funcionário que:

  • Não entende com clareza suas funções e o papel que precisa desempenhar;
  • Não se sente importante dentro do organograma organizacional;
  • Demonstra constrangimento ao conversar com lideranças ou pessoas que estão em cargos acima;
  • Não apresenta idéias ou problemas por se sentir desconfortável em expor opiniões;
  • Não é participativo.

Se você notou que está havendo falhas nessa comunicação, é hora de dar atenção a esse problema o quanto antes. Se forem detectadas logo no início, as chances de mudanças sem grandes resistências serão maiores. Tente ao máximo ser solícito e deixar seus funcionários à vontade no ambiente de trabalho e reveja como a comunicação entre vocês está acontecendo.

Diretamente ligado a motivação e a uma comunicação falha, aparece a rotatividade de funcionários. Ao não se sentirem pertencentes ao ambiente da empresa no qual estão inseridos, alguns pedem demissão e outros precisam ser demitidos. Com isso, a empresa precisa investir novamente em treinamento para novos funcionários e isso prejudica o andamento da dinâmica da instituição, entre outros fatores. Por isso vale a pena considerar reforçar o Endomarketing dentro dessa circunstância.

Outra situação que já foi apresentada neste artigo é a falta de trabalho de equipe. Quando os membros da equipe não colaboram entre si e/ou as equipes não cooperam uma com a outra, é preciso avaliar a situação para analisar o que pode estar causando esse desequilíbrio. Mais uma vez desmotivação pode ser a causa. E melhorar a comunicação pode ser uma ótima solução.

O que fazer antes de implementar o Endomarketing?

Antes de pensar no que será usado, é preciso entender o problema. Assim como um médico faz uma série de exames para chegar a um diagnóstico, a empresa precisa colher informações. Para isso, converse com os colaboradores para entender quais são as necessidades e deficiências deles e o que pode ser melhorado na rotina de trabalho. É importante considerar também as condições de trabalho e o que eles pensam sobre a empresa.

O próximo passo é identificar os perfis pessoais e profissionais dos colaboradores. Seus pontos fortes e fracos, habilidades, algum potencial a ser desenvolvido, problemas de relacionamento interpessoais e qualquer outra questão que pode se relacionar com recursos humanos.

Para essa etapa, você pode contar com o software para RH e gestão comportamental da Solides.

Em seguida, após definir o que precisa mudar e como as pessoas envolvidas estão inseridas nesse cenário, já é possível montar as estratégias mais adequadas. Depois, selecionar as melhores ações, ferramentas e recursos a serem utilizados.

Ações de Endomarketing na prática

Relembrando o exemplo no início do artigo, em que os clientes e consumidores são os colaboradores, é possível entender como fazer o Endomarketing. Para isso, utilizam-se estratégias, ferramentas e recursos de marketing que já conhecemos. Seja do marketing clássico, digital e/ou de conteúdo, porém com adaptações que mais fizerem sentido para cada negócio.

Integração para trazer motivação e motivação para integrar colaboradores

Já que um dos focos é a motivação dos colaboradores e as relações interpessoais, uma boa ideia é organizar algumas ações. Ações que integrem não somente os indivíduos de cada equipe, mas todas as equipes entre si também. Pode ser através de um happy hour depois do expediente ou reuniões de confraternizações em datas comemorativas no escritório.

Incentive também atividades que contribuirão não somente para laços de amizade, mas também para a união no trabalho. Promova que cada colaborador indique para o colega de trabalho ou o presenteie com um livro que ache interessante. Isso pode acontecer com uma frequência determinada, pois irá agregar valor não só pessoalmente, mas também para a área profissional.

Outro ponto interessante é trabalhar atividades que estimulem os colaboradores a melhorarem seus pontos fracos. Dessa forma, as dificuldades podem ser superadas e os pontos fortes e habilidades tem chances de ser aperfeiçoados. Com isso eles se sentirão mais seguros, confiantes e motivados na sua rotina. E também mais estimulados a interagirem com os colegas de trabalho.

Reconheça o trabalho do colaborador e ofereça benefícios

Sempre que pensamos em fazer algo bem, pensamos logo no que vamos ganhar com aquilo. Pode ser apenas pela satisfação pessoal, pelo reconhecimento que virá ou por algum interesse material. Independente de como seremos recompensados, é importante que saibamos que haverá uma recompensa por um trabalho bem feito. Isso acaba sendo uma motivação.

Essa dinâmica funciona bem para quem trabalha com vendas e cumprimento de metas em geral. Pode-se oferecer bônus salarial, folga, um jantar, almoço, passeio ou até mesmo viagem pagos pela empresa para os funcionários em geral. Não necessariamente somente para a equipe de vendas, por exemplo.

Além disso, outros benefícios podem ser oferecidos independente do desempenho. A ideia é que exatamente por isso, todos sejam incentivados. Além dos benefícios básicos que são garantidos por lei pelas empresas, existem outros a parte. Convênios com instituições de ensino, cursos, academias e clubes que ofereçam desconto para os funcionários de sua empresa são alguns dos exemplos. Eles ainda podem realizar atividades juntos a partir desse convênios e se aproximarem mais.

Procure saber se os colaboradores estão satisfeitos

A opinião das equipes não deve ser ignorada. A preocupação deve ser a mesma que há de cuidar do pós-venda e realizar pesquisas de satisfação com cliente. Busque saber como a organização pode melhorar, no que pode começar a ser feito e como está o relacionamento de todos dentro da empresa. Esse constante feedback garante que sempre que surgir um problema, ele logo será identificado e poderá ser corrigido mais rapidamente.

Investir em treinamentos

Pensando na integração na rotina de trabalho, é imprescindível que haja treinamentos. Existem diversos formatos e opções para o RH ou o responsável por gestão de pessoas. Eles deve procurar o que se encaixar melhor nas necessidades da empresa naquele momento. Mas antes de qualquer coisa, a empresa deve montar um material atualizado para o treinamento que vá atender corretamente e trazer melhorias efetivas.

Uma forma de aplicar treinamentos que vem crescendo muito é através de um treinamento corporativo online. Basta ter os materiais reunidos e disponibilizá-los através de uma plataforma LMS. Dessa forma os participantes do treinamento terão mais flexibilidade para acessar o conteúdo. Além de a atualização do material ser prática e poder ser disponibilizado futuramente para novos colaboradores também.

Case Stefanini

stefanini-logo

 

A multinacional brasileira Stefanini é especializada em tecnologia e hoje está em atividade em mais de 35 países. Mas inicialmente, ela treinava seus colaboradores de maneira tradicional, através do treinamento presencial. Com o seu crescimento ao longo do tempo, o RH da empresa precisava solucionar algumas questões importantes. Precisavam eliminar a dificuldade de unificação e automação dos treinamentos para novos funcionários.

A Stefanini optou então por realizar seus treinamentos corporativos online através da plataforma da Edools. Houve a integração total da Intranet da Stefanini com o ambiente de ensino online. Além disso, a Stefanini pode personalizar a plataforma para que atender bem as suas necessidades.

O resultado dessa parceria é que a Stefani pode oferecer treinamento para cerca de 20 mil colaboradores melhorarem seu desempenho e evoluírem profissionalmente.

O case Stefanini é apenas um exemplo do resultado positivo do treinamento corporativo online.


Caso queira saber mais, temos um artigo sobre treinamento corporativo online que pode ajudar a esclarecer mais sobre o assunto.

Se você acha que essa modalidade de ensino é apropriada para aplicar na sua empresa, temos a plataforma de ensino que atende de acordo com a sua necessidade.

Agora você já está pronto para aplicar o Endomarketing e o Marketing Interno na sua empresa? Ainda ficou com alguma dúvida? Nos conte nos comentários!

Quer mais informações sobre nossa plataforma Edools? Entre em contato conosco!

Espero que este artigo tenha lhe ajudado.

Até o próximo artigo!

Entenda a Aprendizagem Adaptativa
Treinamento corporativo: vale a pena investir em cursos online?

Comentários (1)


  1. Pingback: Endomarketing e a sua importância para uma comunicação eficaz

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.