Um blog sobre planejamento,
gestão e otimização de cursos
e treinamentos online.

Fique por dentro de atualizações e novidades e potencialize seus resultados.

Acompanhe e faça parte!

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.

Como criar um site de vendas e cursos online

Saiba o passo a passo de como criar um site de vendas e cursos online, bem como dicas de plataforma e pontos de atenção que devem ser levados em consideração nesse tipo de mercado.

site-de-vendas

Você sabia que o Ensino a Distância cresce cerca de 21% todos os anos? Essa tendência tem atraído cada vez mais investidores, que enxergam diversas oportunidades nesse mercado, que capta alunos com a promessa de profissionalização a um custo menor e com horários mais flexíveis.

Para o empreendedor, um dos maiores atrativos é o custo-benefício: os gastos são bem menores do que o formato presencial e o alcance, bem maior, podendo atingir centenas de milhares de pessoas.

Depois de criar um plano de negócios para garantir que a oportunidade tem chances de ser lucrativa, é hora de criar um site de vendas de cursos online.

Mas como criar um site bacana e que tenha um bom retorno? Separamos alguns pontos interessantes para o texto de hoje.

Confira abaixo o nosso texto e boa leitura!

Estude bem o mercado do seu negócio

As oportunidades são muitas, mas isso não significa que todo e qualquer negócio dará certo.

Por isso é tão importante ter um plano de negócios e estudar o mercado no seu aspecto amplo e micro.

Amplo diz respeito aos cursos online de modo geral: qual é o cenário que ele se encontra? Como sua marca pode se beneficiar?

Dados do Censo EAD 2016/2017, divulgados pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) apontou mais de 500 mil alunos inscritos em cursos regulares a distância, mais de um 1,5 em cursos livres não corporativos e 1,2 milhão em cursos livres corporativos.

É fácil entender de onde vêm números tão expressivos: os salários daqueles que têm graduação são 25% maior do que os sem curso superior, e essa diferença é ainda mais brutal em níveis de diretoria.

Cargos de liderança com MBA e outras especializações ganham quase 50% a mais do que os seus pares sem tal qualificação.

O cenário é promissor para quem procura esses cursos e também para aqueles que os produzem. Muitos sites fazem parcerias com empresas de todos os tamanhos e isso gera uma renda significativa. Afinal, as companhias já sabem que é crucial manter seu quadro de funcionários atualizados para que seus resultados possam expandir.

O EAD se torna, então, um aliado das áreas de Recursos Humanos, que usam as modalidades a distância para reduzir em até 60% seus gastos com qualificação e treinamentos internos.

Esses são apenas alguns dados que os empreendedores devem estudar. Também é preciso entender o aspecto micro, ou seja, informações sobre o segmento do negócio.

O curso será profissionalizante ou não? De qual área: Finanças, Marketing, RH, ou outra? Vai atender pessoas de todos os níveis ou o conteúdo será direcionado para pessoas com determinado conhecimento? Tudo isso deve ser levado em consideração antes do site ir para o ar.

Estude seus concorrentes

O estudo do mercado também deve englobar um conhecimento mais aprofundado sobre quem são seus concorrentes. Depois de decidir qual será o segmento explorado, deve-se fazer um benchmarking dos principais concorrentes.

Criado por dois professores da Harvard Business School, o benchmark é uma técnica que se dedica a estudar as melhores práticas dos principais players daquele setor. Para Gregory Watson, autor do livro “A Perspective on Benchmarking”, “a concorrência mais perigosa é aquela que mais se parece com você e as diferenças entre vocês são a base da sua vantagem”.

Ao entender quem são seus concorrentes, o empresário aumenta sua perspectiva do mercado e entende como ações de terceiros pode melhorar o seu próprio negócio.  

Entenda seu público-alvo

Um bom site de cursos online entende as necessidades do seu público. Para isso, é preciso saber quem são as pessoas do outro lado do computador para então traçar um plano eficaz para alcançá-los.

Determine a faixa etária do seu target, bem como seu nível de especialização e imagine em qual momento eles se encontram no âmbito profissional ou pessoal. Depois, use o estudo dos seus concorrentes para saber como eles se comunicaram em relação ao texto, artes utilizadas, etc.

Todos esses fatores devem ser pensados de acordo com a sua audiência: públicos mais experientes costumam preferir uma linguagem mais formal e sóbria, enquanto os recém-formados tendem a comunicações mais despojadas e um layout de site mais moderno.

Escolha a plataforma para criar seu site de vendas

A hora da escolha da plataforma é crucial para o sucesso do seu curso EAD. O conteúdo é apenas parte do caminho: é preciso assegurar que o seu usuário terá a melhor experiência dentro do seu site.

Para isso, pesquise bastante as plataformas de e-commerce e veja o que cada uma pode oferecer para o seu negócio.

O ideal é encontrar uma que tenha diversas opções, mas sabemos que nem sempre o orçamento disponível permite a melhor contratação.

Nesses casos, é preciso levar em consideração alguns fatores muito importante que toda plataforma deve ter.

Segurança de dados e boa interface com a equipe de suporte são quesitos básicos, e você não deve aceitar menos do que isso.

Entre os diferenciais importantíssimos, e que vão fazer toda a diferença no impacto do usuário, temos a personalização.

Fortaleça a sua marca deixando o layout da página com a sua identidade visual, como logo e cores padrão.

Alguns sites oferecem essa possibilidade de maneira bem prática e intuitiva, mas outros vão exigir a contratação de um designer e um desenvolvedor para garantir que tudo sairá da melhor forma possível.

O crescente acesso aos dispositivos móveis e a internet fez com que surgisse outra necessidade para os e-commerce: a responsividade dos sites. Em linhas gerais, um portal responsivo é aquele que se adapta a qualquer tipo de dispositivo, seja ele desktop, smartphone, tablet ou afins, sem que seja necessário alterar o conteúdo ou o padrão de layout.

Isso facilita o acesso e contribui para uma experiência positiva do cliente. Além disso, mecanismos como o Google costumam priorizar os sites responsivos, melhorando suas chances de ser encontrado em pesquisas orgânicas.

Contrate a hospedagem

Parte de criar um site de vendas de cursos online é tornar esse conteúdo disponível na internet. Para isso existe a hospedagem, que serve como um espaço online dentro de um site especializado que armazena todos os arquivos que compõe um portal para deixá-lo acessível na rede.

Da mesma forma que existem várias plataformas, existem diversos tipos de hospedagem. Antes de escolher, leve em consideração esses dois fatores:

Armazenamento

Também conhecido como espaço em disco, é o limite que o site utiliza dentro do seu servidor. Quando maior o armazenamento, mais conteúdo é disponibilizado – em especial vídeos, que costumam consumir mais “espaço”. Antes de contratar, verifique o tamanho dos arquivos que você pretende subir e compare com o que é fornecido pelo servidor.

Transferência

Quantidade de dados que podem ser transferidos para a hospedagem em um determinado espaço de tempo (geralmente em um mês). Situações como atualização de site, upload de imagens e vídeos, por exemplo, usam o recurso da transferência. Uma boa dica é que quanto mais otimizado for o site, menos transferência ele consome.

Defina as formas de pagamento

Outra questão técnica que deve ser vista é as formas de pagamento que serão disponibilizadas para o usuário. É importante destacar que esse é o objetivo de toda e qualquer empresa: a compra. Para a organização sobreviver e começar a dar lucro, é preciso que as pessoas conheçam o conteúdo, gostem ou vejam valor nele, para assim pagar por esse material. Quanto melhor for a experiência, maior será a taxa de conversão.

O gateway de pagamento é o equivalente às máquinas de cartão para as lojas virtuais – ou seja, ele faz a ligação entre o e-commerce e as formas de pagamento.

O gateway faz a comunicação entre a empresa e os sistemas bancários, e o dinheiro dos usuários é transferido diretamente para a conta da loja.

Esse sistema torna a organização responsável por praticamente todas as decisões e, por isso, ela é responsável pelos riscos de cada transação.

A página de checkout também deve ser pensada com atenção. Menos é mais: os riscos de desistência caem consideravelmente se o checkout for curto e objetivo.

Pense quais são as informações essenciais para a compra, como CPF e número do cartão, e deixa de fora tudo o que não for necessário.

Opte por plataformas que conduzam todo o processo de pagamento dentro de uma única página; checkouts transparentes (aqueles feitos dentro do site, sem redirecionamento) convertem 30% mais do que aqueles em que o cliente precisa ir para outras páginas.

Tenha uma equipe de suporte focada na parte de pagamento para auxiliar os usuários em quaisquer dúvidas que eles possam ter.

Outra dica que faz toda a diferença é manter uma base com os dados de quem demonstrou interesse no produto, mas não efetuou o pagamento: use de forma estratégica através do lead nurturing para manter sua marca na memória e fazer com que eles voltem e virem seus clientes.

Crie conteúdo de qualidade

Todos os passos até aqui podem ser seguidos de forma exemplar, mas pouco adiantará se o conteúdo não for bom. Os clientes são a sua maior propaganda, para bem ou para mal: se eles não estiverem satisfeitos com o produto adquirido, são poucas as chances do seu negócio ter novas conversões.

Em especial com a popularização das redes sociais, em que uma opinião é potencializada com o poder de um clique. Dessa forma, criar conteúdo de qualidade é essencial para os empreendedores que querem ser bem sucedidos no mercado dos cursos online.

Antes que colocar seu site no ar, tenha certeza que seu material é bom. O primeiro passo é definir o tema e saber como ele vai se encaixar no momento de vida do seu público-alvo.

Para entender melhor as necessidades da sua audiência, comece um canal no Youtube e poste alguns vídeos de graça mesmo. Assim, você consegue perceber o que as pessoas estão procurando e “calibrar” o seu produto da melhor forma para alcançar esse objetivo.

Quanto mais específico for o seu objetivo, melhor para evitar generalismos. Em vez de montar um material focado em estratégias de marketing, por exemplo, você terá mais chances de atrair o público certo com conteúdos explicando “como usar vídeos na estratégia de marketing para impulsionar pequenos negócios gastronômico”.

A especificação do nicho ajuda na elaboração do roteiro e também na hora de criar o produto, pois assim o empresário saberá quais dores devem ser levadas em consideração e o que fará para resolvê-las.


Com a crescente procura por profissionalização, os modelos EAD estão sendo cada mais requisitados dentro do mercado e podem ser uma excelente oportunidade de empreendedorismo.

Conheça mais da plataforma EAD da Edools ou fale com um de nossos consultores para tirar suas dúvidas.

Esse artigo trouxe as principais respostas para aqueles que querem saber como criar um site de vendas de cursos online.

Para saber mais informações sobre como impulsionar o seu negócio, continue acompanhando o nosso blog e inscreva-se na nossa newsletter:

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Autodesenvolvimento: qual sua importância no ambiente de trabalho?

Deixe uma resposta

Seu e-mail está seguro. Vamos enviar apenas dicas relevantes para o seu EAD.