TUDO SOBRE EAD

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Como aproveitar os 20% da carga horária de EAD com ensino semipresencial


Como aproveitar os 20% da carga horária de EAD com ensino semipresencial

A EAD (educação a distância) é uma modalidade que vem crescendo gradativamente no Brasil e no mundo, principalmente a partir de 2010. Hoje cumpre um papel importante que supre uma grande necessidade na educação do país: a relação custo x benefício. Já é possível fazer cursos a distância e semipresencial em quase todos os níveis de ensino: médio e técnico, graduação, especialização e cursos profissionalizantes.

Segundo dados do mercado EAD, há mais de um milhão de alunos fazendo faculdade no formato online, e isto representa cerca de 17% de todos os alunos matriculados em cursos de graduação no Brasil.

Através da EAD também é possível conquistar um diploma no exterior. Até mesmo universidades reconhecidas internacionalmente, como Harvard, já oferecem cursos a distância. A principal vantagem desta opção é ter um diploma internacional com um gasto infinitamente menor do que se o aluno tivesse que se deslocar até a sede da faculdade.

A grande vantagem é permitir que o aluno consiga assistir às aulas a qualquer hora, assim conciliando os estudos, trabalho e lazer. Além disso, cada aluno pode montar sua rotina, preenchendo os espaços livres na sua agenda, com aulas online ou via satélite, e a presença em aulas sendo contabilizada através de atividades e trabalhos.

Por outro lado, os alunos que optam por esta modalidade fazem um curso solitário, não tendo contato “olho no olho” com o professor e nem o convívio diário com os colegas de classe, e assim, tendo que estudar sozinhos.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Algumas pessoas ainda acreditam que o ensino a distância é mais fácil, mas isso não é verdade. Os cursos a distância, assim como os presenciais, têm provas, trabalhos, frequência, notas mínimas e repetência, exigindo tempo e dedicação. Para muitos alunos, contudo, a modalidade é mais fácil porque oferece mais liberdade para estudar em um ritmo diferente do modelo tradicional.

Para fazer um curso a distância, o aluno deve desenvolver algumas características que o mercado julga essenciais como: iniciativa, disciplina, organização, conhecimento de tecnologias e planejamento.

Com as tamanhas vantagens vistas na modalidade do ensino a distância, as instituições de ensino presenciais que oferecem diferentes cursos de graduação começam a optar por utilizar seus benefícios junto ao método tradicional.

Visto isso, o Ministério da Educação (MEC) declarou que os instituições de Ensino Superior no Brasil poderão oferecer até 20% de suas disciplinas na forma de cursos não presenciais, com o objetivo de estimular o surgimento de programas de ensino a distância no país.

Assim, as universidades e centros universitários ficam autorizadas a modificar o projeto pedagógico de cada curso superior reconhecido para oferecer disciplinas que, em todo ou em parte, utilizem método não presencial, desenvolvido por meio de multimídias.

Porém, o que acontece regularmente é a falta de informação encontrada pelos donos de instituições ou até mesmo os professores ao desejarem saber como implantar esta porcentagem disponível de EAD, transformando a graduação presencial em semipresencial.

Pensando nisso, irei listar neste artigo as diversas possibilidades encontradas para implementação e  aproveitamento dos 20% da carga horária de EAD permitida.

O Ensino Semipresencial

A palavra “semipresencial” pode dar a entender que o curso é metade presencial e metade a distância. Mas nos cursos presenciais que oferecem atividades EAD a proporção é diferente, visto que o MEC autoriza oferecer no máximo 20% da carga horária da graduação presencial em atividades a distância.

Neste modelo, as principais características são:

  • As atividades didáticas a distância são centradas na autoaprendizagem.
  • Cada professor determina qual será a frequência dos encontros presenciais obrigatórios.
  • É um curso presencial, portanto 80% das disciplinas da graduação não são a distância.
  • O diploma de um curso semipresencial tem o mesmo valor que o de uma graduação presencial, desde que o curso seja reconhecido pelo Ministério da Educação.

Segundo estudos, a educação semipresencial ao ser comparada com o ensino a distância, é considerada mais difícil no sentido de apresentar bom desempenho, visto que ocorre a mistura de dois métodos.

É evidente que não existe uma receita perfeita para utilizar uma determinada técnica e obter cem por cento de sucesso, porém, as instituições e os professores que abraçam a causa estão começando a obter resultados positivos em relação à educação semipresencial.

Ressalta-se que muitos educadores ao iniciarem o trabalho com esse tipo de ensino ficaram receosos, visto que colocava em questão sua contribuição no ensino em um ambiente virtual.

Ao se tratar da educação, em especial a semipresencial, é fundamental que o educador passe por um processo de treinamento de forma que venha familiarizar-se com as novas tecnologias e é dessa forma que vários educadores estão fazendo.

O treinamento proporciona ao educador o enriquecimento da sua didática, bem como o aprendizado do aluno. Como todo processo de ensino/aprendizagem apresenta seus pontos positivos e negativos, na educação semipresencial também acontece dessa forma.

O importante é que educadores e educandos tenham consciência de que o ambiente virtual não se apresenta melhor ou pior que o ambiente tradicionalista, e sim ter a visão de que um vem complementar o outro. Além disso, é necessário respeitar o tempo de adaptação de cada segmento, visto que depende de um processo de mudança cultural no qual deve ocorrer a capacitação de alunos e, principalmente, do professor.

Este modelo semipresencial é ideal para quem busca mais flexibilidade em sua graduação tradicional. Vale lembrar que as disciplinas a distância não são mais fáceis nem exigem menos do aluno. Em um bom programa EAD, o aluno se compromete a realizar as atividades, entregar os trabalhos nos prazos combinados e participar das discussões. Ou seja, mesmo a distância o aluno está presente todo o tempo.

Para quem o ensino semipresencial é indicado?

Como o tipo é intermediário, as pessoas que melhor irão aproveitar serão aquelas que têm as mesmas necessidades para estudar no método a distância (como pouca disponibilidade de tempo para estudo, falta de acessibilidade aos locais que ofereçam cursos presenciais, entre outros) mas não possuem as características indispensáveis para cursar um curso totalemente EAD.

As aulas da modalidade semipresencial oferecem um conteúdo muito bem explicado, para que o aluno consiga desenvolver certa autonomia, sem que seja exigido dele a ampla independência e disciplina rígida que são demandadas pelo EAD.

Na modalidade semipresencial, os alunos podem contar uns com os outros e conta ainda com o suporte imediato de profissionais que estão no local para lhes orientar e auxiliar em suas atividades. O aluno consegue administrar seu próprio ritmo de estudo, mas é estimulado pela turma e contexto onde está inserido.

É importante dizer também que o ensino semipresencial estabelece que os alunos realizem provas e atividades em polos de ensino, ou seja, de forma presencial.

Muitas vezes as avaliações não são feitas no papel, mas com o auxílio de um software (programa), utilizando os computadores disponibilizados no local, sempre com a supervisão de um ou mais professores ou instrutores.
Agora, vamos aos diversos modelos de ensino que podem ser facilmente adaptados no ensino presencial para transformá-lo em semipresencial:

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

De modo simples, o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) é um conjunto de elementos tecnológicos disponíveis na Internet. É um local virtual onde são disponibilizadas ferramentas que permite o acesso a um curso ou disciplina e também permite a interação entre os alunos, professores e monitores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem.

O AVA possibilita a oferta de uma sala de aula virtual para o acompanhamento dos alunos e a realização de atividades de aprendizagem. Os AVA’s rompem os limites da sala de aula presencial e favorecem a formação de comunidades virtuais de aprendizagem no semipresencial.

O aluno recebe uma senha de acesso e entra na “sala de aula virtual” em qualquer lugar e em qualquer horário, basta estar conectado à Internet. É neste ambiente que ficam disponíveis os conteúdos do curso e outras ferramentas de interação, como videoaulas, videoconferências, chats, fóruns e bibliotecas virtuais.

O AVA pode ser usado para:

  • Acessar conteúdos e atividades do curso/disciplina;

  • Realizar diferentes atividades planejadas para propiciar sua aprendizagem ativa;

  • Interagir com os colegas virtuais trocando ideias, debatendo ou colaborando com seus trabalhos; interagir com o professor ou tutor;

  • Acompanhar a sua trajetória através de relatórios de atividades.

Videoaulas

Como o próprio nome indica, são aulas gravadas em vídeo que o aluno pode acessar quando quiser. Elas podem combinar a fala do professor com apresentações, imagens, sons e interatividade. Geralmente são planejadas de  forma a tornar o conteúdo do curso mais atrativo, prendendo a atenção do aluno pelo tempo necessário para que ele compreenda aquela matéria.

O ensino a distância utiliza diferentes métodos e mídias, como rádio, televisão, vídeo, multimídias, etc. Esses materiais didáticos são a forma como o conteúdo é transmitido, sendo que a sua produção envolve processos que seguem um fluxo bem definido, visando a qualidade do produto.

Videoaulas são um dos métodos mais utilizados, pois, principalmente, pode promover uma interação parecida com a de uma sala de aula.

Apesar destes diversos estilos de videoaulas, todos seguem uma mesma ideia: um professor expondo o conteúdo para uma câmera, seja em frente a ela, como se estivesse dando aula para a câmera, através de demonstrações que estão sendo filmadas individualmente.

Aqui vão alguns dos benefícios em utilizar videoaulas no ensino semipresencial:

  • Promove, favorece e facilita a relação ensino-aprendizagem

  • Aula mais atraente

  • Alunos mais motivados e interessados em aprender

  • Desenvolve o pensamento crítico

  • Menor taxa de evasão de alunos

Chats e fóruns de dúvidas

Outro assunto que não pode deixar de ser discutido nesse espaço é a importância dos fóruns como instrumento de avaliação na EAD. Seja em uma AVA ou livremente pela Internet, o fórum é, depois do e-mail, o recurso bastante para discussão.

Utilizado em ambientes virtuais de aprendizagem, o mesmo permite a discussão, simulando uma conversa presencial, onde cada comentário vai se aninhando aos demais, possibilitando uma conversa coletiva, um elo de pensamento, em que cada fio da rede é tecido por diversas mãos.

Com ferramentas de bate-papo e fóruns de discussão, os alunos podem esclarecer suas dúvidas diretamente com os professores ou tutores, ou promover discussões em grupo. Essas conversas geralmente são armazenadas e ficam disponíveis para o aluno acessar o histórico quando quiser.

Conclusão

Por mais que as vantagens que a educação semipresencial apresenta para um indivíduo e/ou instituição sejam maiores, ela  nunca eliminará completamente os professores ou a educação presencial.

O importante é perceber se para você ou  seus colaboradores as vantagens do semipresencial superam as limitações da educação presencial.

Desse modo, com tudo o que foi observado, vemos que o método semipresencial reuniu os principais benefícios da modalidade presencial com o que tinha de melhor na modalidade EAD. E então, o que você está esperando para aproveitar os 20% de carga horária EAD e implementar o ensino presencial em sua instituição?

Para lhe auxiliar nesse processo, é fundamental ter o auxílio de uma plataforma LMS (Learning Management System), pois só ela pode oferecer diversas funcionalidades que auxiliam alunos no consumo de diversos conteúdos como videoaulas, apresentações de vídeos com slides e materiais em geral, entre outros.

Cada plataforma LMS em específico possui funcionalidades distintas entre si. O Edools oferece hoje a melhor e mais completa plataforma LMS do mercado, onde é possível ter uma personalização e hospedagem completa de todo o seu ensino semipresencial.

Conheça melhor as nossas funcionalidades e tenha mais informações sobre como implementar o ensino sempresencial em sua instituição testando o Edools gratuitamente por 15 dias clicando no  link abaixo:

Teste gratuitamente o Edools por 15 dias.

E você, já utiliza o método semipresencial em sua instituição de ensino? Conte para nós sua experiência. E lembre-se, se houver alguma dúvida ou sugestão, não deixe de entrar em contato conosco ou compartilhar seu comentário.

Até a próxima! 

O aluno de EAD consome conteúdo no horário comercial
Passo a passo: como criar um curso online

Conteúdo VIP

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Sobre Rafaela Espíndola

Graduanda em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Faz parte do time de Marketing e Comunicação do Edools. É apaixonada por criação e inovação. Não consegue esconder que é canceriana dos pés à cabeça.
Ver todos os posts de Rafaela Espíndola

Deixe uma resposta