TUDO SOBRE EAD

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Passo a passo: como criar um curso online


Passo a passo: como criar um curso online

Cursos online são uma excelente opção para quem deseja gerar renda sem a necessidade de um alto investimento. Afinal, criar um curso online é bastante simples e o seu custo é quase inexistente.

Porém, muitas pessoas que desejam possuir uma instituição de ensino online ainda têm dúvidas a respeito de como fazer com que o seu negócio cresça de forma saudável e inovadora.

A criação de um curso online surge nesse contexto como uma grande aliada às mais diversas instituições que buscam ampliar os seus serviços oferecidos, além de conseguirem escalar o seu negócio de maneira eficiente e oferecer cursos para um número infinitamente maior de pessoas, aumentando bastante a receita do negócio como um todo como consequência.

Além disso, existem também muitas pessoas que veem o EAD (ensino a distância) como uma oportunidade única de começar a empreender um negócio próprio, visto as facilidades que encontram nesse processo e o baixo investimento encontrado em relação a outros tipos de investimentos diversos, segundo dados do mercado EAD, que está em ampla expansão.

O avanço tecnológico mudou bastante a forma como as pessoas se relacionam entre si e o processo de educação também foi muito afetado. Isso fica evidente ao perceber que cada vez mais o ensino online tem ganhado inúmeros adeptos.

Vamos mostrar quais benefícios você poderá obter e tudo mais o que você precisa saber, desde o plano inicial até as ações após criar um curso online.

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Criar um curso online e conteúdos que atraiam públicos específicos e ainda atendam a vasta demanda de oportunidades não é uma tarefa fácil, porém, o caminho é com certeza muito promissor.

Um conteúdo de qualidade deve ser o ponto central do seu curso online, deve ser pensado e organizado de forma estratégica, com planejamento, dados relevantes e muito conhecimento. Assim, você consegue transmitir mais conhecimento ao seu público-alvo e chamar a atenção de novos interessados.

Nesse momento é comum haver dúvidas e é possível que você não saiba muito bem por onde começar.

Você está pensando em criar um curso online e não sabe por onde começar? Ou sabe, mas quer ter certeza das definições que precisa inicialmente? Com dedicação ao planejamento, e seguindo o passo a passo que vamos lhe apresentar, será fácil criar seu o seu curso, mostrando que a produção de conteúdo para EAD não é nenhum bicho de sete cabeças.

1- Defina o tema principal

Inicialmente, é preciso definir qual será o tema de seu curso. Em qual área você é um especialista ou possui habilidades que podem repassadas para outras pessoas? Por exemplo, sabe gerenciar um conteúdo no Facebook?  Ou é capaz de dar um curso avançado de Excel?

Uma dica para definir o tema de seu curso é pesquisar quais tipos de conteúdo as pessoas estão buscando e quais tendências estão em alta no momento.

Faça uma análise de seu público-alvo, você tem que saber o que eles estão querendo e se o que você irá oferecer tem uma procura. Independente de ser apenas um conceito, uma técnica, ou assunto mais genérico.

Identifique quais são as necessidades e interesses do seu público-alvo para que você possa produzir um conteúdo que seja realmente atraente para estas pessoas. Quanto mais você conhece o seu público, mais eficiente serão os seus conteúdos consequentemente sua venda de cursos online.

Nunca se esqueça de fazer contatos com as pessoas certas, aquelas que têm interesse no que você está oferecendo ou está para oferecer. Por isso, faça contatos também com pessoas que já tenham ou já tiveram algum curso online, ou então, que ofereceram um curso online do mesmo nicho que pretende oferecer. Assim, pode encontrar novas ideias, possíveis parceiros e soluções para problemas que você tenha ou possa vir a ter.

2- Produzindo o conteúdo

A primeira coisa a ser pensada na hora de produzir conteúdo relevante para o seu curso é se colocar na posição da sua audiência, ou seja, entender o momento do aluno e dirigir a sua mensagem diretamente a ele.

Quanto mais intimista e pessoal for a linguagem adotada, melhor, pois isso criará um ambiente mais acolhedor e psicologicamente, deixará o leitor mais receptivo a sua mensagem.

Seu curso online pode durar apenas um dia, uma semana ou ter um período estendido. Independente do formato e da duração, é preciso que você tenha conteúdo preparado e pronto para ser entregue aos participantes.

Para isso, você pode criar apresentações no formato de slides no PowerPoint, no GoogleDrive, em PDF etc.

Na hora de elaborar a sua apresentação, lembre-se de utilizar imagens, gráficos, números, infográficos, vídeos e todo o tipo de conteúdo que possa deixar seu curso mais interativo e fácil de ser assimilado.

Você também pode gravar vídeos próprios utilizando uma webcam ou uma câmera portátil. Atente-se apenas para a qualidade do áudio e das imagens.

Uma das formas de “tangibilizar” o seu conteúdo é “transformando-o” em vídeos. Se você não tem uma verba suficiente para uma produção profissional, poderá improvisar e se sair muito bem. O primeiro passo para repassar o seu conhecimento (e o seu conteúdo) por meio de vídeos é roteirizar o que você quer dizer.

Gravar videoaulas de qualidade é fundamental para que você consiga motivar e engajar alunos da melhor forma possível, além de fazer com que os mesmos absorvam cada vez melhor o conteúdo e o  conhecimento que você deseja transmitir.

3- Roteirize o seu conteúdo

Fazer curso online exige certa organização quanto aos conteúdos que serão veiculados, e a roteirização dessas informações pode ser o elemento chave. No projeto de roteirização, deve se levar em conta:

  • Conteúdo a ser propagado e qual o público-alvo;
  • Exposição da informação e formato
  • Revisão a cada mudança de tema;
  • Exercícios de fixação e revisão que podem oscilar entre questões abertas e fechadas;
  • Participação de fóruns a cada término de módulo;
  • Participação em chats (sempre que possível).

O roteiro o ajudará a ordenar melhor as suas ideias e a criar uma ordem lógica do conteúdo (todos os textos, imagens e recursos necessários para que o aluno compreenda o assunto abordado) que será apresentado ao seu aluno. Ao roteirizar o seu conteúdo, você terá condições de “medir” o tempo.

Para não se tornarem cansativos, os vídeos não devem passar de 10 a 15 minutos, no máximo. Mais que esse tempo você poderá ter uma queda de audiência. Anote isto!

Outra dica importante para deixar os seus vídeos 100% interessantes é pensar num cenário que seja “agradável”. Evite ambientes escuros e capriche na iluminação.

4- Se ponha no lugar da sua audiência

Use a seu favor um dos pontos mais positivos do ensino a distância: a flexibilidade. Já que o tempo passou a ser um dos bens mais preciosos nos dias de hoje, criar um curso online com conteúdos duráveis, que podem ser acessados a qualquer momento, de qualquer lugar e que possuam dados e informações que continuarão relevantes é um bom caminho para o sucesso.

A primeira coisa a ser pensada na hora de produzir conteúdo relevante para o seu curso é se colocar na posição da sua audiência, ou seja, entender o momento do aluno do seu curso e dirigir a sua mensagem diretamente a ele.

Quanto mais intimista e pessoal for a linguagem adotada, melhor, pois isso criará um ambiente mais acolhedor e psicologicamente, deixará o leitor mais receptivo a sua mensagem.

Outra prática interessante para produzir conteúdo relevante para o seu curso é oferecer sempre opções para que o aluno consida aprofundar seus conhecimentos.

Sempre que possível, ofereça links para outros sites de referência para que, caso o aluno queira conhecer mais a fundo os assuntos relacionados.

5- Utilize ferramentas variadas ao criar um curso online

Ferramentas multimídia são de extrema importância na fixação de informações e melhor desempenho dos alunos. Para criar seu conteúdo, pense em diversificá-lo em diferentes formatos, dinamizando as aulas e criando oportunidades diferentes de aprendizado. Dentre as ferramentas mais utilizadas estão:

  • Fóruns de dúvidas;
  • Videoaulas;
  • Webinários;
  • Chats online;
  • Slides;
  • Podcasts;
  • Material de apoio (pdf, gráficos);
  • Artigos

 6- Avalie resultados

Levando em consideração os conhecimentos e exigências para o sucesso daqueles que utilizarão o seu curso on-line, para garantir a fixação e eficácia do conteúdo, é necessário pensar em formas de avaliar o seu progresso.

Para isso, na hora de conceber seu conteúdo, pense também em incluir métodos de acompanhamento, como criação de  AVA (ambientes virtuais de aprendizagem), comunicação direta com os alunos através de chats, fóruns, etc.

Depois, peça feedbacks sobre o conteúdo para seus alunos e público em geral. Afinal, ninguém melhor do que eles para saber o que está funcionando ou não, para onde se pode caminhar, pontos a melhorar, etc. Tenha uma comunicação direta com eles e mostre-se receptivo, adotando sugestões sempre que estas fizerem sentido e realmente agreguem valor ao seu conteúdo.

Pronto para criar o seu próprio curso online? Agora é hora de definir a plataforma que será usada para a distribuição do conteúdo.

7- Escolha da plataforma

Tudo o que você pensou, planejou e produziu será inserido em uma plataforma e-learning que deve oferecer tudo o que você precisa em termos de hospedagem, gerenciamento e venda de cursos online.

Ao criar um curso online, será importante mapear o consumo do conteúdo realizado por cada aluno, assim como o desempenho destes em cada assunto abordado.

Para isso é interessante que você utilize um LMS (Learning Management System). O LMS é uma ferramenta de gestão de aprendizagem online que capta e apresenta os dados dos alunos de forma organizada.

Depois, por meio dos dados extraídos pela plataforma LMS, você poderá responder a questões como:

  • Quais alunos concluíram o curso?
  • Quantos alunos iniciaram esse curso?
  • Qual foi o desempenho dos meus colaboradores?
  • Quantos cursos o colaborador X ou Y realizou?
  • E muitas outras!

O uso das plataformas online para oferecer cursos cresce a cada dia, principalmente, com o objetivo de chamar a atenção dos alunos.

O uso de uma plataforma LMS proporciona não só um melhor aproveitamento para os alunos, como o auxilia na agilidade de diversos processos, e ao escolher qual será utilizada, é fundamental que seja de tamanha eficiência.

Hoje, o cenário atual se encontra mais que favorável para a introdução do ensino online, visto que o número de pessoas com acesso à Internet no mundo todo está disparado e cada vez mais elas usam meios virtuais para adquirirem novos conhecimentos e habilidades.

Mas, lembre-se que ter somente bons conteúdos não será suficiente para criar um curso online. O uso de uma plataforma LMS é extremamente importante. Pois nela, é feito o armazenamento, a distribuição, comunicação, relacionamento e monitoramento doe todos os alunos e dos conteúdos.

Com uma tecnologia excepcional, o Edools possui a plataforma LMS mais completa para criar um curso online, sendo possível personalizar, gerenciar e hospedar seus conteúdos online de forma simples, prática e dinâmica.

Deseja obter mais informações sobre a nossa Plataforma? Saiba melhor como nossas ferramentas podem ser muito úteis para você! Faça um teste agora mesmo por um período de 15 dias gratuitos!

Teste gratuitamente o Edools por 15 dias.

Lembre-se: se houver alguma dúvida ou sugestão, entre em contato conosco ou sinta-se à vontade para deixar um comentário logo no final desta página.

Até a próxima! 

Como aproveitar os 20% da carga horária de EAD com ensino semipresencial
Por que não optar por plataformas gratuitas?

Conteúdo VIP

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Sobre Rafaela Espíndola

Graduanda em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Faz parte do time de Marketing e Comunicação do Edools. É apaixonada por criação e inovação. Não consegue esconder que é canceriana dos pés à cabeça.
Ver todos os posts de Rafaela Espíndola

Deixe uma resposta