TUDO SOBRE EAD

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Como o treinamento com gamificação pode revelar líderes


Se você é um daqueles que pensam que games são apenas para o lazer de jovens e de nerds, já vamos tratar de reciclar essas ideias. Recentes pesquisas da ESA – Entretainment Software Association – revelaram que 59% dos americanos são “gamers” com idade média de 31 anos. Isso mesmo, adultos.

Isso significa que grande parte dos gamers trabalha em empresas de todos os portes, buscam cursos para se qualificarem melhor e prestam concursos públicos como quaisquer profissionais ascendendo em suas carreiras. Nesse cenário o gamificação surgiu junto às empresas, cursos e universidades como uma forma de potencializar resultados.

O que é e como funciona gamificação?

Gamificação significa aplicar os mecanismos de um jogo em atividades produtivas como educação corporativa e engajamento em atividades de qualificação e metas empresariais. Isso significa alinhar objetivos estratégicos, bons conhecimentos de programação e produção de conteúdo – preferencialmente incorporando humor, desafios e storytelling.

A estratégia  funciona fazendo uso do senso de conquista das pessoas para estimular o trabalho e o aprendizado. Este estímulo pode ser aplicado inclusive no recrutamento e na geração de novos líderes.

Vamos a um exemplo

Imagine que uma equipe de vendas inicie o treinamento em um jogo onde devem se dividir em grupos para disputar uma grande corrida. Para competir precisam montar seus carros até a data marcada, mas as peças precisam ser compradas. O dinheiro virtual é obtido respondendo a quizzes e realizando tarefas em grupo, e no dia da esperada corrida, um grande evento é realizado envolvendo todos os participantes.

Se um jogo assim fosse posto em prática, as interações em cada equipe e o desempenho de cada jogador poderiam ser avaliados. Premiar a equipe vencedora poderia incentivar ainda mais um bom desempenho e faria aflorar os indícios de liderança, qualidades e deficiências dos integrantes dos times.

Sob a perspectiva da liderança, gamificar a educação corporativa precisa ir além de incentivar o aprendizado dos colaboradores, ou o incentivo ao cumprimento de uma meta. Deve buscar níveis mais elevados de performance; identificar quem possui aptidão para a liderança e desenvolver estas habilidades nos possíveis candidatos.

Esta é uma das questões levantadas pelos executivos das empresas que pretendem implementar essa técnica ou já o fazem. Gamificação pode ajudar na criação de novos líderes?

Jogando com a liderança

Uma grande parte do aprendizado necessário para desenvolver bons líderes deve ser vivenciado, não é mesmo? O game é uma solução que permite simular diversos cenários de aprendizagem. Neles os jogadores em treinamento podem enfrentar circunstâncias similares às que vivenciarão no exercício real das suas atividades.

A performance de liderança pode ser avaliada de diversas formas. Tomada de decisões sob a pressão de um limite de tempo, ou com uma quantidade de recursos e informações limitadas são uma forma. A capacidade de resolução de problemas em equipe também pode ser medida através a elaboração de jogos colaborativos, que estimulam ações em conjunto online. Desta forma há o feedback instantâneo de um jogador pelos seus pares no jogo, ou seja, uma forma de dar visibilidade às habilidades de liderança ainda escondidas entre as equipes.

Você já pensou em usar games para identificar lideranças, forças e fraquezas da sua empresa? Gostaria de saber mais sobre gamificação e outras técnicas de treinamento? Comente o nosso post!

4 modelos de negócio que detonam usando EAD
O modelo Netflix do ensino a distância

Conteúdo VIP

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Comentários (1)


  1. 17/08/2016 às 11:51

    Olá,

    Gostaria de saber mais informação sobre o assunto, principalmente gamification via ferramenta e-learning para liderança.

    Atenciosamente

Deixe uma resposta